segunda-feira, 22 de maio de 2017

REPRESENTAÇÃO DA AMESE EM CONJUNTO COM O DEPUTADO ESTADUAL GILMAR CARVALHO, DENUNCIA AO MP AS PÉSSIMAS CONDIÇÕES DO CORPO DE BOMBEIROS. SARGENTO BM ALBERTO, DIRETOR DA AMESE, TAMBÉM CONCEDE ENTREVISTA AO CIDADE ALERTA SERGIPE.



Fonte:  Cidade Alerta Sergipe/TV Atalaia

AMASE LANÇA PROJETO PARA DESTINAR VERBAS PECUNIÁRIAS PARA A PMSE.


A Associação dos Magistrados de Sergipe  (AMASE), lançou na manhã desta segunda-feira (22), o projeto pioneiro: “Magistrados e Segurança Pública, uma parceria em prol da paz social”. Pela primeira vez, a magistratura sergipana põe em prática uma iniciativa que destinará parte das verbas pecuniárias que são arrecadadas em penas aplicadas para a criação e manutenção do Centro de Treinamento da Polícia Militar.

Os valores destinados serão realizados por juízes de cada Vara ou Comarca. A parceria visa que com o dinheiro arrecadado a Polícia Militar de Sergipe construa e mantenha seu Centro de Treinamento, um fato inédito para a corporação sergipana. “O papel da Amase é no sentido de incentivar e coordenar junto com os magistrados a destinação da verba. Esta campanha não é exclusivamente da Amase, é uma campanha de todos os magistrados”, faz questão de frisar o presidente da Amase, Antônio Henrique de Almeida Santos.

Para a Polícia Militar será a oportunidade numa pareceria como esta com a Amase realizar o sonho de 182 anos de existência.  “A Polícia Militar está comemorando a parceria com a magistratura para colocar em prática a criação de um Centro de Treinamento para a corporação. O espaço nos foi cedido em comodato pelo SESI. É uma área de mais de 37 mil e 500 metros quadrados no município de Areia Branca, próximo ao presídio onde poderemos por em prática nossos treinamentos”, afirmou o coronel Paulo Paiva, relações públicas da PM.

A Polícia Militar poderá desempenhar neste centro de treinamento seu estande de tiros, instruções para ações táticas e estratégicas. “O retorno para a sociedade será muito grande. Entendemos que é um passo muito importante a união entre as instituições organizadas certamente trarão benefícios para a sociedade,  de forma ajustada com cada um respeitando o seu limite, mas todos convergindo para um bem maior, que é a paz social. Uma integração da magistratura, do Ministério Público e sociedade civil organizada faz com que de mãos dadas chegarmos à tranqüilidade pública e a baixos índices de criminalidade, é isso que nós buscamos”, comemora o comandante da polícia Militar, coronel Marcony Cabral.

O comandante expôs para os magistrados presentes e também tirou dúvidas a respeito do centro de Treinamento da Polícia Militar. Este será o primeiro centro da corporação e pela área existente  levará de volta a companhia de polícia para o município de Areia Branca.

Fonte e foto: AMASE

POLÍCIA FEDERAL APREENDE 375 QUILOS DE MACONHA QUE VINHA DE SÃO PAULO PARA SERGIPE.


Agentes da Polícia Federal em Sergipe (PF/SE), apreendeu no último sábado (20), 375 quilos de maconha, que estava escondida em 10 caixas de papelão e era transportada em um caminhão. Na ação, a polícia também encontrou uma pistola calibre 380.

A apreensão da droga aconteceu em uma barreira montada na BR-101, no município de Cristinápolis, em um veículo conduzido por um homem de 53 anos, natural de Cianorte (PR).

Segundo a PRF, o entorpecente foi encontrado em um compartimento de madeira no assoalho da carroceria-baú do caminhão e tinha como origem o estado de São Paulo e alguns estados da Região Nordeste, como Sergipe.

O motorista foi preso em flagrante e vai responder pelos crimes de tráfico interestadual de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Durante a ação ele foi conduzido à Superintendência da Polícia Federal.

No interrogatório, o suspeito disse ter sido aliciado e ameaçado na cidade de São Paulo, para realizar a entrega da droga em Pernambuco, mas não passou detalhes da pessoa que teria repassado o entorpecente e quem receberia.

Estatística

A PF já apreendeu somente este ano cerca de 900 kg de maconha , além de 30 kg de cocaína, 8 veículos e 2 armas. No ano passado, foram cerca de 1,3 tonelada de maconha, 396 kg de cocaína e crack, 42 kg de fenacetil e 7 veículos.

Fonte e foto: PF/SE

APENAS TRÊS VIATURAS DA RP RODANDO A NOITE NO FIM DE SEMANA. E MAIS ...


E um policial militar passou a informação para o blog que no último fim de semana apenas três viaturas da Rádio Patrulha estavam de ronda por notei. Como pode isso? Por isso que só chegavam nas duas delegacias plantonistas, problemas de agressão contra mulher (Maria da Penha), alcoolemia ou marginal preso pela população.....é brincar com a população.

Uma equipe da Getam

O policial informou também que durante a semana só existe uma equipe do Grupamento Especial Tático de Motos (Getam) d,as 19 as 2 da madruga. Nos fim de semana apenas uma equipe do Getam pelo dia. Durante a semana na Grande Aracaju são três equipes do Getam.

Fonte:  Blog do jornalista Cláudio Nunes

COMANDANTE-GERAL ACOMPANHA MILITARES NO SERVIÇO OPERACIONAL E DEIXA RECADO PARA INFRATORES.





O comandante-geral da Polícia Militar do Estado de Sergipe, coronel Marcony Cabral, dando continuidade às visitas que rotineiramente faz à tropa em serviço, acompanhou o trabalho de guarnições da capital e do interior neste domingo, 21. Na oportunidade, o oficial deixou um recado para infratores que picharam paredes de uma creche na cidade do Campo do Brito.

Iniciando o roteiro, em Aracaju, o coronel Marcony esteve no Vale do Amanhecer, na região do bairro Santa Maria. A ação visou fortalecer os vínculos da Corporação com a diversidade religiosa em Sergipe e orientar os policiais militares atuantes na área acerca da necessidade de respeito a todas as crenças.

Ainda na zona sul da capital, o comandante visitou a guarnição Gaivota 03, integrante da 2ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Comunitária (2ª Cia/ 1º BPCom) e uma das responsáveis pelo policiamento do bairro São Conrado. Durante a ocasião, o coronel acompanhou o patrulhamento executado pelo sargento Manildo e os cabos Xavier e Anderson, e, inclusive se juntou ao grupo durante o almoço.

No interior do Estado, especificamente em Campo do Brito, o comandante-geral esteve na Escola Municipal de Educação Infantil Maria Menezes de Jesus, onde criminosos picharam ameaças a policiais militares e destruíram móveis e utensílios, ateando fogo em alguns destes.

No local, o militar conversou com o cabo Lucivânio e o soldado Silva Júnior, lotados na 1ª Companhia do 3º Batalhão de Polícia Militar (1ª Cia/ 3º BPM), e gravou um recado para os infratores, que será lançado nas redes sociais da PMSE. “Ninguém ameaça policial militar no Estado de Sergipe. Vocês serão presos e serão entregues à justiça. Já digo de antemão, não reajam, porque, entre o policial e vocês, sobrarão os policiais”, disse o coronel em parte da gravação.

Para encerrar as visitas do dia, o coronel Marcony acompanhou de perto o policiamento da ‘Cavalgada do Povoado Urubutinga’, no município de Lagarto, área do 7º Batalhão de Polícia Militar (7º BPM). Na foto, o oficial aparece ao lado de um dos militares empregados na festividade, cabo Boni.

Fonte e fotos:  PMSE

domingo, 21 de maio de 2017

MPE OBTÉM LIMINAR EM AÇÃO CIVIL PÚBLICA MOVIDA CONTRA O MUNICÍPIO DE ARACAJU PARA REGULARIZAR PROCON, REALIZANDO CONCURSO PARA O ÓRGÃO.


O Ministério Público Estadual, através da Promotoria de Defesa do Consumidor, que tem à frente a competente Promotora de Justiça Drª. Euza Missano, obteve liminar em ação civil pública movida contra o Município de Aracaju, com o objetivo de regularizar a situação do PROCON, com a realização de concurso público para o órgão.

Parabenizamos a aguerrida e competente Promotora de Justiça por mais esta vitória em prol da sociedade sergipana, que estava carente do PROCON municipal, o qual estava totalmente desestruturado e sem qualquer perspectiva de voltar a realizar um trabalho a contento em favor dos consumidores lesados que necessitavam dos préstimos do citado órgão de defesa do consumidor.

Confiram abaixo a decisão que concedeu a liminar em favor do MPE:



Matéria e imagens do blog Espaço Militar

IML REGISTRA SEIS MORTES VIOLENTAS NAS ÚLTIMAS 24 HORAS.


O Instituto Médico Legal (IML), recolheu seis corpos nas últimas 24 horas, sendo todos vítimas de morte violenta. Dos seis corpos recolhidos, quatro foram vitimas de acidente automobilístico e dois homicídios.

As vitimas de acidente automobilístico foram Mateus Alves Prudente, 18 anos, acidente que aconteceu na rodovia que liga os municípios de Propriá a Japoatã; Walter Guimarães Santos, 46 anos, também na rodovia Propriá a Japoatã; Edivanildo Borges dos Santos, 26 anos, vitima de acidente com carro no povoado Lagoa Seca em Moita Bonita e Cleonâncio Costa Lima, 47 anos, no povoado Tanque no município de Lagarto.

As morte por arma de fogo foram registras em Aracaju e Itabaiana. O adolescente Albert Sabino da Silva, 16 anos, foi morto a tiros no bairro Ponto Novo em Aracaju e José Ferreira Souza Junior, 21 anos, foi assassinado no povoado Bananeiras em Itabaiana.

As informações são de Téo Moreno, do IML

Fonte:  Faxaju (Munir Darrage)

DELATOR DA JBS CITA REPASSE DE R$ 15 MILHÕES PARA TEMER; PRESIDENTE NEGA.

Segundo Ricardo Saud, o dinheiro foi para a campanha de 2014.  Imagem de reprodução

Em depoimento de delação premiada prestado à Procuradoria-Geral da República (PGR), o diretor de Relações Institucionais e Governo da J&F (holding do grupo JBS), Ricardo Saud, disse que o presidente Michel Temer recebeu R$ 15 milhões em vantagens indevidas para a campanha à Vice-Presidência em 2014 e para atuar em favor do grupo empresarial.

Segundo o delator, o valor foi repassado pelo PT. O depoimento do diretor está em um dos vídeos das delações prestadas pelo grupo JBS. O teor dos vídeos foi divulgado hoje (19) pelo Supremo Tribunal Federal (STF) após o ministro Edson Fachin ter retirado o sigilo das delações.

“Esses 15 milhões eram do PT, e o PT deu para o Temer usar na campanha de vice”, disse Ricardo Saud.

Saud acrescentou ter comunicado a Temer que a campanha do PT autorizou o repasse, que fazia parte do saldo que o grupo JBS tinha com o partido para doações eleitorais. Conforme o delator, o dinheiro foi destinado ao PMDB e ao ex-deputado Eduardo Cunha (RJ), que hoje está preso em Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato.

“Veio a ordem para dar os R$15 milhões do PT para o PMDB para a campanha do Temer. Isso feito, eu fui lá e comuniquei ao Temer na vice-presidência, aqui em Brasília, eu disse que chegaram os 15 milhões, e ele me disse para eu dar uma semana que ele ia dizer como fazer com o dinheiro”, afirmou Saud.

O diretor também relatou como Temer teria distribuído o dinheiro. "Nós fizemos da seguinte forma. Dos R$ 15 milhões, ele acabou ajudando o Eduardo Cunha, o Henrique Alves, acabou pondo uma parte, R$ 9 milhões no PMDB nacional. Ele mandou para vários estados. A gente tem tudo ali direitinho para onde esse dinheiro foi seguindo", disse no depoimento. 

Saud declarou aos procuradores que o dinheiro era "propina dissimulada em forma de doação oficial"

Palácio do Planalto

A Presidência da República negou que sejam verdadeiras as acusações contra o presidente Michel Temer.

“As informações são falsas”, disse a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Conforme a assessoria, todos os recursos recebidos para a campanha de Temer em 2014 foram doações oficiais.

Fonte:  Agência Brasil

sábado, 20 de maio de 2017

ARACAJU, A CIDADE DA QUALIDADE DE ... PERDER A VIDA!


Arte do chargista Clécio Barroso, sendo permitida a reprodução da charge, sem alterações.

BAIXO EFETIVO DOS BOMBEIROS É QUESTIONADO NO MPE PELA AMESE.


Uma audiência realizada ontem pelo Ministério Público Estadual (MPE) questionou as condições de funcionamento do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE). A principal dificuldade é o baixo efetivo de soldados e de viaturas, que de acordo com a Associação dos Militares de Sergipe (Amese), está prejudicando diretamente o atendimento aos chamados da população. Um relatório elaborado pela entidade, com base em dados do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), apontou que, por causa da falta de militares, cerca de 69% das ocorrências direcionadas aos Bombeiros deixaram de ser atendidas. Ou seja, apenas três de cada 10 ocorrências em todo o estado acabam atendidas.

A Amese confirmou na audiência que o efetivo total do Corpo de Bombeiros é de 537 oficiais e praças, o que dá uma média de 40 militares por dia para atender a todo o Estado de Sergipe. De acordo com o assessor jurídico Márlio Damasceno, o número ideal de bombeiros para Sergipe é de 2.200, se for levado em conta o padrão estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU). “Está uma situação horrível e muitas pessoas correndo risco. Se você divide esse efetivo pelas escalas de um dia de serviço por três de folga, dá essa média de 40 bombeiros. Isso já descontando aqueles que estão afastados, lotados em funções administrativas ou mesmo cedidos para Assembléia Legislativa, Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça... é um efetivo baixíssimo”, disse ele.

Um caso chamou muito a atenção, no final do ano passado: uma casa situada a poucos metros do quartel do 3º Grupamento de Bombeiro Militar (3º GBM), em Itabaiana (Agreste), ficou totalmente destruída pelo fogo, pois a equipe que estava de plantão demorou cerca de duas horas para chegar ao local. “Isso porque a viatura do quartel de Lagarto estava quebrada e a de Itabaiana foi chamada para atender a essa ocorrência em Lagarto. O sargento que chegou lá depois confirmou esse problema, por falta de efetivo e de viaturas reserva. Não foi por culpa dos bombeiros, porque eles fazem o que podem”, relatou Márlio. O incidente foi apurado em um inquérito civil aberto pela promotora Cláudia Calmon, da Comarca de Itabaiana, que foi remetido à promotora Euza Missano, da Curadoria de Defesa do Direito do Consumidor, responsável pelo caso.

Outro problema relatado é a falta de guarda-vidas e mergulhadores para atender a casos de afogamentos nas praias e rios. Atualmente, são apenas seis mergulhadores do Grupamento Marítimo (GMar) para todo o estado e as duplas de salva-vidas disponíveis por dia são apenas duas.  O problema é admitido pelo próprio comando da corporação. “Há alguns anos atrás, nós tínhamos 11 duplas que faziam a cobertura da Coroa do Meio até o Mosqueiro. Hoje, infelizmente, nós contamos apenas com duas duplas e temos os períodos atípicos, como o Carnaval, as festas do interior, que tornam o quadro ainda mais complicados quanto à composição das escalas”, diz o coronel Joaquim Eugênio, diretor de pessoal, ensino e instrução do CBMSE.

Outro problema para o serviço dos Bombeiros está na falta de viaturas suficientes para substituir aquelas que estão com defeito, isto é, as viaturas de reposição. E faltam também reservatórios de água suficientes para abastecer os tanques de água usados para o combate a incêndios. Na maioria das vezes, esse abastecimento precisam ser feitos em barragens da Deso (Companhia de Saneamento de Sergipe) ou nos próprios rios. “O ideal é ter um reservatório próprio no Mosqueiro e outro no Centro da cidade. E sem contar que os hidrantes também estão quebrados”, critica Damasceno.

Nenhum representante da Secretaria de Segurança Pública (SSP) compareceu à audiência, apesar de já terem sido convidados. A promotora Euza Missano marcou uma nova audiência para a próxima sexta-feira, às 9h, na sede do MPE, para ouvir os representantes indicados pela SSP. Aos jornalistas, ela garantiu que o órgão vai tomar providências e tentar fazer as tratativas para garantir que o Estado faça um concurso público para preencher o efetivo de bombeiros, além, de formular um plano de recuperação estrutural para melhorar as condições de trabalho da corporação. Caso não haja resposta satisfatória do governo, a expectativa é de que uma ação civil pública com pedido de liminar seja impetrada na Justiça contra o Estado.

Fonte:  Jornal do Dia (Gabriel Damásio)

DENÚNCIAS APRESENTADAS PELA AMESE, COM O APOIO DO DEPUTADO ESTADUAL GILMAR CARVALHO, MOSTRAM A TRISTE REALIDADE DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE SERGIPE, DURANTE AUDIÊNCIA REALIZADA NO MINISTÉRIO PÚBLICO.




Gráfico mostra que o CBMSE não consegue atender 69% das ocorrências no estado por falta de efetivo e condições de trabalho

Nesta sexta-feira, dia 19, a AMESE, representada pelo Sargento BM Alberto Almeida e pelo assessor jurídico da entidade, Dr. Márlio Damasceno, participaram de audiência pública extrajudicial, perante o Ministério Público Estadual, perante a Promotoria de Defesa do Consumidor que tem à frente a Promotora de Justiça Drº. Euza Missano, com a participação de representantes do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe, nas pessoas do Coronel Eugênio e Tenente-Coronel Júnior, além da presença do deputado estadual Gilmar Carvalho, para tratar do baixíssimo efetivo da corporação, bem como, poucas viaturas e falta de condições de trabalho. Tal audiência só foi possível após representação da AMESE, que contou com o apoio de deputado estadual Gilmar, junto ao MP, que desencadeou a abertura de procedimento e realizações de audiências para apurar as denúncias apresentadas.

Logo no início da audiência foi juntado ao procedimento instaurado junto ao MP, pelo assessor jurídico da AMESE, petição com mais três denúncias, sendo uma relativa ao pequeno número de mergulhadores na corporação, outra em relação a viaturas com licenciamento atrasado e mais uma em relação a uma questão de falta de viaturas reservas que acabou prejudicando o atendimento de uma ocorrência na cidade de Itabaiana.

Durante a audiência, a AMESE apresentou os principais problemas existentes no Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe, quais sejam:  baixíssimo efetivo, visto que, onde a ONU (Organizações das Nações Unidas) preconiza que deve haver 1 BM (bombeiro militar) para cada 1.000 habitantes, portanto, deveriam haver no Estado de Sergipe 2.200 BMs de acordo com a população atual; viaturas com vida útil já avançada, que vêm apresentando problemas e a falta de viaturas reservas para suprir o serviço quando alguma quebra; a pequena quantidade de mergulhadores, num total de somente 06 BMs, para atender a todo estado, os quais, trabalham numa escala desumana de 1x2, enquanto o restante da corporação é de 1x3, isso para que possa ter 02 mergulhadores por dia para atender o Estado de Sergipe por completo; falta de guarda-vidas, onde há tempos atrás existia 22 BMs por dia nesta função, nos dias atuais existem tão somente 04 e no horário de almoço, ficam apenas 02; falta de reservatório de água para o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE), com o objetivo de abastecer as viaturas para combate a incêndio, necessitando ter dois reservatórios, sendo um no centro da capital e outro na zona de expansão; hidrantes sem funcionar em boa parte da capital sergipana e outras cidades do interior; necessidade de um novo quartel do CBMSE, visto que o da rua de Siriri, dificulta a saída rápida das viaturas para atender a ocorrências, devido ao trânsito intenso do local. Ressalte-se que tudo isso foi colocado em termo pela Drª. Euza Missano, para alicerçar ainda mais as provas já existentes no procedimento.

Era esperada na audiência a presença do Secretário da Segurança Pública, com o objetivo de tentar viabilizar um termo de ajustamento e conduta para resolução destes problemas, porém o secretário não compareceu e, como houve mudança recente no comando da SSP/SE, entendeu-se por bem remarcar a audiência já para o próximo dia 26 deste mês, face o caso ser extremamente grave, e caso o secretário de segurança não compareça novamente à audiência designada, a Drª. Euza Missano ajuizará uma Ação Civil Pública, objetivando sanar tamanhos problemas existentes no CBMSE.

Também na audiência foi apresentada uma estatística alarmante, onde o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe, face ao baixo efetivo e falta de condições de trabalho, somente consegue atender a 31% das ocorrências em todo estado, deixando de atender 69%. Frise-se ainda, que o Comando do CBMSE tem tido a maior boa vontade, juntamente com todos os demais BMs que compõe esta valorosa corporação, de procurar atender à população sergipana, porém esbarram na vontade política para resolver tais problemas graves.

O advogado Dr. Márlio Damasceno e o Sargento BM Alberto Almeida, que representaram a AMESE na audiência, fizeram questão de agradecer a Drª. Euza Missano pela atenção dispensada à representação apresentada pela entidade e consequente instauração de procedimento para buscar sanar tais problemas e ao deputado estadual Gilmar Carvalho, por encampar também esta luta, denunciando e buscando melhores condições de trabalho para os bravos soldados do fogo, bem como, um melhor serviço à população sergipana. Por fim o assessor jurídico da AMESE ressaltou, "não é justo que os Bombeiros Militares recebam a culpa pela falta de atendimento a diversas ocorrências, onde na verdade a culpa é do Estado por não dar as devidas condições à corporação para prestar um melhor serviço".

Confiram abaixo o termo da audiência realizada perante o MP, onde são relatadas todas as denúncias efetuadas pela AMESE em parceria com o deputado estadual Gilmar Carvalho:




Matéria e imagens do blog Espaço Militar

AMESE, MAIS UMA VEZ MOSTRANDO SEU TRABALHO EM PROL DA CLASSE MILITAR. VENHA FAZER PARTE DESTA ASSOCIAÇÃO QUE DEFENDE OS MILITARES SERGIPANOS. ASSOCIE-SE.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

AMESE FAZ GRAVE DENÚNCIAS SOBRE O CORPO DE BOMBEIROS.

Entre elas baixo efetivo de bombeiros e de viaturas

Audiência foi motivada por denúncia do deputado Gilmar Carvalho e Amese (Fotos: Portal Infonet)

Do total de 14.940 chamados em 2016, o Corpo de Bombeiros Militares de Sergipe (CBMS) só conseguiu atender 4.608 ocorrências, gerando uma demanda reprimida de quase 70%. Ou seja, para cada três solicitações de atendimento uma foi atendida. O problema é reflexo do baixo efetivo de bombeiros militares no Estado e foi tema de uma audiência extrajudicial realizada nesta manhã, 19, no Ministério Público Estadual (MPE).

Márlio Damasceno, advogado da Amese

O advogado da Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese), Márlio Damasceno, e o deputado estadual Gilmar Carvalho são responsáveis pela denúncia da situação do CBMS junto ao MPE. "A gente veio reivindicar uma melhora no efetivo do Corpo de Bombeiros que está altamente defasado. Quando o preconizado é um bombeiro militar para cada mil habitantes, em Sergipe existem apenas 537. Um efetivo baixíssimo", diz o advogado da Amese.

Os problemas no Corpo de Bombeiros de Sergipe vão além do baixo efetivo de bombeiros militares. "São poucas viaturas para atender ocorrências, número de mergulhadores insuficiente porque só existem dois mergulhadores por dia para atender todo Estado. São fatos que deixam a população vulnerável. Então é necessário que o governo do Estado atente para isso", acrescenta Márlio Damasceno.

Segundo o que foi registrado no termo da audiência, a situação do Corpo de Bombeiros de Sergipe é tão grave que na cidade de Itabaiana houve um incêndio numa residência a 300 metros do quartel e o fogo não teve como ser debelado porque a viatura estava em Lagarto atendendo a outra ocorrência. Quando a viatura retornou ao município de Itabaiana, cerca de uma hora depois, o fogo já havia consumido o patrimônio da família.

Mais problemas

Outro fato denunciado pela Amese foi que não há mais bombeiros  para fiscalizar o funcionamento dos hidrantes em Aracaju. De acordo com levantamento feito pela Associação, a maioria desses equipamentos não funciona. "Não há nem mesmo mapeamento de hidrante atualizado", disse.

Diretor de pessoal, ensino e instrução do CBMS, coronel Joaquim Eugênio

O diretor de pessoal, ensino e instrução do CBMS, coronel Joaquim Eugênio, informa que o baixo efetivo de bombeiros militares e viaturas dificulta o fechamento das escalas. De acordo com ele, é preciso que haja pelo menos mais 300 bombeiros para que haja melhoria no atendimento da demanda. "Nós estamos aguardando um concurso público ser efetivado. Esperamos haja sensibilidade das autoridades", afirma.

Promotora de Justiça, Euza Missano

O sescretário de Segurança Pública (SSP) foi convidado pelo MPE para participar da audiência, mas não compareceu. Como houve a troca do comando da SSP e por cautela, o Ministério Público entendeu pela necessidade de realização de uma nova audiência que já está designada para o próximo dia 26, onde será expedido uma nova notificação à SSP.

"Para que o secretário possa sentar à mesa e possamos tentar iniciar as primeiras tratativas a respeito do problema evitando a judicialização da matéria. Realmente a situação é grave e o Ministério Público vai adotar as providências pertinentes porque importa na segurança da população", informa a promotora de Justiça, Euza MIssano.

Fonte:  Infonet (Moema Lopes)

AUDIÊNCIA PÚBLICA É REALIZADA NO MP PARA TRATAR DA REPRESENTAÇÃO COM DENÚNCIAS FEITAS PELA AMESE, EM PARCERIA COM O DEPUTADO GILMAR CARVALHO, MOSTRANDO A FALTA DE EFETIVO, VIATURAS E CONDIÇÕES DE TRABALHO DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE SERGIPE.



Fonte:  Balanço Geral Sergipe/TV Atalaia

MAIS UMA VEZ A AMESE NA LUTA PELA CLASSE MILITAR SERGIPANA. VENHA FAZER PARTE DA ASSOCIAÇÃO QUE LUTA POR VOCÊ. ASSOCIE-SE.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

FACHIN AUTORIZA ABERTURA DE INQUÉRITO PARA INVESTIGAR TEMER.


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin decidiu abrir inquérito para investigar o presidente Michel Temer. A medida foi tomada a partir das delações premiadas dos empresários Joesley Batista e Wesley Batista, donos do grupo JBS, controlador do frigorífico Friboi. A previsão é de que o sigilo das delações seja retirado ainda hoje (18).

O conteúdo dos depoimentos envolvendo Temer foi antecipado ontem (17) pelo jornal O Globo. Segundo a reportagem, em encontro gravado em áudio pelo empresário Joesley Batista, Temer teria sugerido que se mantivesse pagamento de mesada ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio. Cunha está preso em Curitiba.

A Casa Civil confirmou hoje (18) que o Palácio do Planalto solicitou ao STF a íntegra das gravações. Segundo assessores, o material solicitado servirá de base para o pronunciamento a ser feito pelo presidente da República.

A Presidência da República divulgou nota na noite de ontem (17) na qual informa que o presidente Michel Temer "jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha", que está preso em Curitiba, na Operação Lava Jato.

Fonte:  Agência Brasil

2ª CIA/2º BPM APREENDE SIMULACRO DE ARMA DE FOGO E PRENDE DUPLA DE ASSALTANTES EM JAPOATÃ.




A 2ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar (2ªCia/2° BPM), efetuou na noite de quarta-feira, 17, no município de Japoatã, a prisão de Natanael Gomes dos Santos, de 21 anos, e Carlos Michael Silva Ferreira, de 22 anos, após o roubo de um telefone celular. A dupla foi flagrada com um simulacro de pistola.

O fato aconteceu quando policiais militares realizavam patrulhamento de rotina e foram acionados por uma senhora, que informou sobre o roubo de seu aparelho telefônico por dois indivíduos que estavam numa motocicleta exibindo uma arma. De imediato, a guarnição realizou buscas e localizou os dois suspeitos. Ao perceber a aproximação da viatura, o garupa apontou a arma para os policiais, que reagiram, atingindo os dois indivíduos, pois não tinha como prever que a pistola era falsa.

Os dois assaltantes acabaram sendo alvejados na altura da perna e conduzidos ao hospital da cidade de Propriá, onde receberam os primeiros socorros e, posteriormente, foram levados à Delegacia Regional de Itabaiana. Com eles, além do simulacro, foi apreendida a motocicleta Honda CG, de cor vermelha e placa HZW-4156, usada no roubo.

Fonte e foto:  PMSE

COMANDO DA PMSE AVOCA PARECER DE ENCARREGADO DE IPM E POLICIAIS MILITARES VÃO RESPONDER A PAAD POR SUPOSTA CONDUTA IRREGULAR DURANTE O DESFILE CÍVICO EM 7 DE SETEMBRO DE 2016.

Consoante publicado no BGO nº 088, de 16 de maio de 2017, o encarregado do IPM nº 111/2016, Coronel Bené de Oliveira Gravatá, que foi designado para apurar suposta condura irregular de policiais militares durante o desfile cívido do dia 7 de setembro de 2016, concluiu em seu parecer que não houve crime militar nem transgressão disciplinar praticado pelos militares investigados, porém o Comando da PMSE, avocou tal parecer, determinando abertura de PAAD, por entender que há indícios de transgressão disciplinar praticado pelos mesmos.

Lamentamos tal fato, visto que foi publicado nas redes sociais, por um parlamentar, mais precisamente em vários grupos do whatsapp, que ninguém seria punido quer seja pelo Comando da PMSE, bem como, pelo Comando do CBMSE, por terem supostamente caminhado durante o desfile cívico do 7 de setembro de 2016.

O blog Espaço Militar espera que o bom senso prevaleça e hipoteca sua solidariedade a estes BRAVOS GUERREIROS.

Confiram a publicação em BGO:



Matéria e imagem do blog Espaço Militar (foram omitidos os dados pessoais dos PMs - CPF - por cautela)

MAIS UMA VITÓRIA É OBTIDA PELA ASSESSORIA JURÍDICA DA AMESE E CAPITÃO DA PMSE QUE CHEGOU A SER PROMOVIDO A MAJOR E DEPOIS DESPROMOVIDO, CONSEGUE TUTELA ANTECIPADA E VOLTARÁ A SER PROMOVIDO RETROATIVAMENTE.


Mais uma vitória foi obtida pela assessoria jurídica da AMESE, através do Dr. Márlio Damasceno, em prol de associado da entidade, desta feita o Capitão PM Carlos Henrique de Jesus Silva, obtendo tutela antecipada para o mesmo ser promovido, retroativamente, pela Polícia Militar do Estado de Sergipe.

O citado militar tinha sido promovido a Major na última solenidade ocorrida no ginásio Constâncio Vieira, tendo convidado parentes e amigos para a solenidade festiva. Cerca de uma semana após a promoção, o associado da AMESE foi despromovido, retornando ao posto de Major, sob a alegação de que estava respondendo a um processo criminal.

Na ação o Dr. Márlio demonstrou todo o constangimento causado ao militar, face ter sido promovido e depois despromovido, face estar respondendo a processo criminal, sem sentença transitada em julgado, ferindo frontalemente o princípio constitucional da presunção da inocência.

Ao apreciar o pedido de tutela antecipada, o Dr. José Anselmo Oliveira, Juiz de Direito do Juizado da Fazenda Pública, condeceu a tutela antecipada, determinando que Carlos Henrique de Jesus Silva, seja promovido do posto de Capitão, ao posto de Major da PMSE.

Vejam abaixo o trecho final da sentença prolatada:

...

Assim, os documentos acostados à inicial comprovam o alegado pelo requerente, o que representa uma frontal violação à norma destacada.

Por essas razões, a tutela antecipada ora pleiteada se reveste de caráter urgente, fazendo-se mister seja concedida, como meio de evitar prejuízos ainda mais sérios ao Requerente.

Por tais considerações, concedo a tutela antecipada, pelos motivos acima descritos, para determinar que a Administração Militar/Estado de Sergipe torne sem efeito o ato que despromoveu o Autor, mantendo a sua promoção no posto de MAJOR da PMSE desde 25 de abril de 2017.

Intimem-se o requerido Estado de Sergipe, através da Procuradoria Geral do Estado, para que tomem conhecimento da decisão.

Oficie-se COM URGÊNCIA ao Comando da Polícia Militar de Sergipe para que a Comissão de Promoção de Oficiais seja cientificada da presente decisão.

Defiro também o pleito aos benefícios da Justiça Gratuita.

Determino que seja citado o Requerido de todo o conteúdo da petição ou do termo de reclamação em anexo, para contestar, querendo, no prazo de 30 (trinta) dias.

Decorrido o prazo de resposta sem especificação de provas por nenhuma das partes, mas com arguição de preliminares e/ou juntada de documentos pelo Requerido, dê-se vista à parte autora para réplica em quinze dias. Em seguida, ao Ministério Público. Por último, volvam conclusos para sentença.

Havendo pedido de produção de provas por qualquer das partes, volvam conclusos para saneamento do feito e análise da real necessidade de dilação probatória.

Intimações necessárias.

Cumpra-se.

Aracaju/SE, 16de maio de 2017

José Anselmo de Oliveira
Juiz(a) de Direito

Matéria do blog Espaço Militar

A CASA CAIU.


O ainda presidente Michel Temer (PMDB) foi flagrado com a boca no gravador incentivando um empresário propineiro a continuar pagando R$ 500 mil ao presidiário e ex-deputado Eduardo Cunha em troca de seu silêncio. “Tem que manter isso, viu?”, disse o Temer a Joesley Batista, dono da JBS. Agora ficou claro porque este governo temerário mantém como ministros quase uma dezena de investigados na Lava-Jato. Também está explicado porque, após afastar o deputado André Moura (PSC) da liderança governista na Câmara, voltou atrás e o indicou como seu líder no Congresso. Esta deve ter sido uma das tantas exigências que Eduardo Cunha - de quem André é amicíssimo - para não contar o que sabe sobre esta República de canalhas. É este Temer e seus asseclas que querem aprovar reformas acabando com os direitos dos trabalhadores e transformando a aposentadoria de milhões de brasileiros num sonho inalcançável. Felizmente, a casa caiu antes que os congressistas, traquinos em grande parte, perpetrassem esse crime de lesa-pátria.

Fonte:  Blog do jornalista Adiberto de Souza

ASSESSORIA JURÍDICA DA AMESE OBTÉM VITÓRIA PARA ASSOCIADO QUE É OFICIAL DO CBMSE E OBTÉM LIMINAR PARA SUA PROMOÇÃO RETROATIVA.


A assessoria jurídica da AMESE, através do Dr. Márlio Damasceno, obteve mais uma vitória para associado da entidade, desta feita o Tenente BM Rivaldo Barreto da Cruz, obtendo tutela antecipada para o mesmo ser promovido, retroativamente, à última promoção do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe.

O citado militar tinha sido retirado da lista de promoção, apesar de preencher todos os requisitos, face estar respondendo a um processo criminal sem que houve sentença condenatória transitada em julgado.

Na ação o Dr. Márlio Damasceno demonstrou que a não promoção do associado da AMESE, face ainda estar respondendo a processo criminal, sem sentença transitada em julgado, fere frontalemente o princípio constitucional da presunção da inocência.

Ao apreciar o pedido de tutela antecipada, o Dr. José Anselmo Oliveira, Juiz de Direito do Juizado da Fazenda Pública, condeceu a tutela antecipada, determinando que Rivaldo Barreto da Cruz seja promovido do posto de 2º Tenente, ao posto de 1º Tenente do CBMSE.

Confiram abaixo o trecho final da sentença prolatada:

...

Assim, os documentos acostados à inicial comprovam o alegado pelo requerente, o que representa uma frontal violação à norma destacada.

Por essas razões, a tutela antecipada ora pleiteada se reveste de caráter urgente, fazendo-se mister seja concedida, como meio de evitar prejuízos ainda mais sérios ao Requerente.

Por tais considerações, concedo a tutela antecipada, pelos motivos acima descritos, para determinar que a Administração Militar/Estado de Sergipe inclua o seu nome nos “Quadros de Acesso” ao posto de 1º Tenente QOEBM – MANUTENÇÃO, promovendo-o na vaga existente em 25 de abril de 2017, e bem assim que o Estado de Sergipe promova, por decreto, pelo critério objetivo da antiguidade, o ora Demandante numa das vagas anunciadas no BG, ao aludido posto, promoção esta referente aos cargos abertos em 24/04/2017.

Intimem-se o requerido Estado de Sergipe, através da Procuradoria Geral do Estado, para que tomem conhecimento da decisão.

Oficie-se COM URGÊNCIA ao Comando do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe para que a Comissão de Promoções do Corpo de Bombeiros seja cientificada.

Defiro também o pleito aos benefícios da Justiça Gratuita.

Determino que seja citado o Requerido de todo o conteúdo da petição ou do termo de reclamação em anexo, para contestar, querendo, no prazo de 30 (trinta) dias.

Decorrido o prazo de resposta sem especificação de provas por nenhuma das partes, mas com arguição de preliminares e/ou juntada de documentos pelo Requerido, dê-se vista à parte autora para réplica em quinze dias. Em seguida, ao Ministério Público. Por último, volvam conclusos para sentença.

Havendo pedido de produção de provas por qualquer das partes, volvam conclusos para saneamento do feito e análise da real necessidade de dilação probatória.

Intimações necessárias.

Cumpra-se.

Aracaju/SE, 16 de maio de 2017

José Anselmo de Oliveira
Juiz(a) de Direito

Matéria do blog Espaço Militar

AMESE, MOSTRANDO SEU TRABALHO EM PROL DO ASSOCIADO E DA CLASSE MILITAR SERGIPANA. ASSOCIE-SE E VENHA FAZER PARTE DESTA FAMÍLIA.

MINISTRO DO STF EDSON FACHIN MANDA AFASTAR O SENADOR AÉCIO NEVES E O DEPUTADO FEDERAL ROCHA LOURES DOS SEUS MADATOS PARLAMENTARES.

PF cumpre nesta quinta (18) mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Aécio.


O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou afastar o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), do mandado de senador. Endereços ligados ao parlamentar tucano também são alvo de mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (18) no Rio de Janeiro e em Brasília.

Além disso, Fachin expediu um um mandado de prisão contra a irmã e assessora de Aécio, Andréa Neves. Segundo a TV Globo apurou, um procurador da República foi preso e há mandados contra pessoas ligadas ao deputado federal Eduardo Cunha.

Fonte:  G1 (Camila Bomfim)

GUERRA CIVIL.


“Estamos diante de uma guerra civil velada. É preciso mudar efetivamente a falida política de segurança pública. Os problemas da segurança não se solucionam apenas com a polícia”. Esta afirmação é do advogado Henri Clay Andrade, presidente da OAB em Sergipe. Segundo ele, é imperioso haver um projeto de governo em que integrem ações da educação, segurança pública, saúde, cultura, esporte e assistência social. Certíssimo!

Fonte:  Blog do jornalista Adiberto de Souza

BOMBA NO GOVERNO: DONO DA JBS GRAVOU TEMER APROVANDO COMPRA DE SILÊNCIO DE CUNHA.

Segundo o colunista Lauro Jardim, empresários afirmam ter gravação em que o presidente recomenda manter o pagamento de mesada ao ex-deputado

Agência Brasil
Michel Temer teria incentivado o pagamento de uma mesada para garantir o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha

Os donos da JBS, Joesley e Wesley Batista, afirmam ter uma gravação envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB). As informações foram publicadas na noite desta quarta-feira (17) pelo colunista Lauro Jardim, do jornal " O Globo ". De acordo com o jornalista, os empresários visitaram o Supremo Tribunal Federal (STF) na última quarta-feira (10) para confirmar ao ministro Edson Fachin o conteúdo da delação premiada que fizeram à Procuradoria-Geral da República (PGR) em abril.

Segundo Jardim, Temer tomou conhecimento de que Joesley estaria dando mesada ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) e ao operador Lúcio Funaro para que ficassem em silêncio. O presidente teria incentivado a estratégia: "tem que manter isso viu?". O diálogo teria ocorrido por volta das 22h30 do último dia 7 de março, no Palácio do Jaburu, a residência da vice-Presidência.

Em seu depoimento à PGR, o dono da JBS afirmou que o presidente não determinou o pagamento a Cunha, mas tinha total conhecimento sobre a estratégia. Joesley teria afirmado que pagou R$ 5 milhões após a prisão de Cunha. O valor seria relacionado a uma saldo de propina que o peemebista tinha com ele.

Os dois ainda haviam acertado o pagamento de outros R$ 20 milhões por conta da tramitação de uma lei sobre uma isenção de impostos para frigoríficos como a JBS.

De acordo com o jornal " El País ", a PGR não confirmou, mas também não desmentiu as informações publicadas.

Partido dos Trabalhadores

Ainda de acordo com as informações publicadas pelo jornal, Joesley relatou que o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega era seu contato dentro do PT para efetuar as negociações sobre pagamentos de propina ao partido. O economista, que atuou nos governos de Lula e de Dilma Rousseff, ambos do PT, também seria o responsável por garantir os interesses da JBS no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Ao receber os pagamentos, Mantega seria o responsável pela distribuição da propina aos parlamentares do PT. No entanto, os delatores ligados à JBS afirmaram que Mantega não ficaria com o dinheiro para si, e sim para a distribuição entre os integrantes do partido. Em relação ao ex-ministro Antonio Palocci, Joesley afirmou que ele não interferia nos assuntos da empresa com o BNDES.

Já sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Joesley teria dito que não tinha intimidade com ele, mas que já se reuniu com o petista e que, em pelo menos uma ocasião, ele teria manifestado preocupação em relação aos altos valores das doações feitas pela JBS aos políticos do partido, o que, segundo ele, poderia chamar a intenção de investigadores.

Aécio Neves

O presidente do PSDB e senador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), também foi flagrado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, proprietário da JBS. As informações são da reportagem publicada pelo jornal “O Globo” nesta quarta-feira (17).

O empresário apresentou um áudio, de quase 30 minutos, em que Aécio pede a ele a quantia informada, com a desculpa de que usaria para pagar gastos com sua defesa na Operação Lava Jato, em um encontro no dia 24 de março, no Hotel Unique, na capital paulista.

A gravação mostra o tucano dizendo que quer contratar o advogado Alberto Toron. Joesley pergunta como seria o repasse da verba: “se for você a pegar em mãos, vou eu mesmo entregar. Mas, se você mandar alguém de sua confiança, mando alguém da minha confiança”, propôs ele.

O senador responde: “tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do caralho”, referindo-se a seu primo, Frederico Pacheco de Medeiros, conhecido como Fred, e que já foi diretor da Cemig, e coordenador da campanha para presidência de Aécio em 2014.

O diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud, um dos sete delatores da Lava Jato, foi quem entregou o dinheiro a Fred em quatro “parcelas”, sendo quatro entregas de R$ 500 mil cada, e uma delas, filmada pela PF.

Ao analisar o material, Fachin declarou não haver provas de que a verba teria sido repassada ao advogado. Segundo as imagens feitas pela PF, é possível ver que Fred entregou o dinheiro para Mendherson Souza Lima, secretário parlamentar do senador Zeze Perrella (PMDB-MG).

A quantia foi levada para Belo Horizonte por Mendherson - que foi seguido pela PF. As investigações revelaram que o pedido de Aécio não era para bancar custos com advogados, mas sim, para destinar à Tapera Participações Empreendimentos Agropecuários, de Gustavo Perrella, filho de Zeze Perrella, portanto, sem o envolvimento do advogado citado pelo tucano.

No Twitter, dos dez itens mais falados pelos internautas brasileiros por volta de 21h, nove eram ligados à situação de Brasília. Os seguintes termos apareciam nos trending topics: “Temer”, “Aécio”, “eu votei na Dilma”, “Joesley”, “Jornal Nacional”, “diretas já”, “Eduardo Cunha”, “República” e “Friboi”.

Outro lado

Em nota divulgada à imprensa, o presidente nega a existência de pagamento de propinas, mas confirma ter se encontrado com o empresário da JBS no início de março.

Confira a íntegra da nota do Planalto:

"O presidente Michel Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar.

O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República.

O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados."

Fonte: Último Segundo/IG

quarta-feira, 17 de maio de 2017

PMESP PREPARA COMPRA INÉDITA DE ARMAS NO EXTERIOR.

Policial militar segura arma após assalto a joalheria no centro de São Paulo
Cris Faga – 11.abr.2017/Fox Press Photo/Folhapress

Após duas décadas utilizando pistolas de uma mesma marca, alvo de questionamentos técnicos, a Polícia Militar de São Paulo prepara uma licitação internacional para comprar novo armamento.

A previsão é adquirir 5.000 pistolas.40 para a tropa de choque, que inclui a Rota (grupo de elite da polícia).

A Polícia Militar já obteve autorização do Exército para a compra internacional e aguarda parecer final da Procuradoria Geral do Estado.

Por ser algo inédito em São Paulo, a corporação também realizou audiência pública em março para apresentar detalhes técnicos do armamento que pretende adquirir.

Segundo a gestão Geraldo Alckmin (PSDB), nove empresas mostraram interesse na disputa. Com efetivo próximo de 90 mil agentes e orçamento de R$ 14,8 bilhões por ano, a PM paulista é a principal compradora de armas do país –desembolsou R$ 29 milhões nos últimos cinco anos.

A autorização do Exército é considerada um entrave porque, pelo Estatuto do Desarmamento, de 2003, não é permitido adquirir armamento importado quando existe similar nacional, como ocorre com as pistolas.

O mercado brasileiro, porém, é considerado restrito –tendo a Taurus como principal fornecedora e contratada em São Paulo muitas vezes por dispensa de licitação.

Editoria de Arte/Folhapress

A PM obteve a liberação do Exército para lançar uma disputa internacional porque a Taurus foi impedida de realizar novos contratos com a corporação por dois anos.

A sanção foi imposta à empresa pelo governo paulista em outubro passado, após problemas na execução de um contrato para fornecimento de 6.000 submetralhadoras.40.

A empresa não teria conseguido resolver os problemas técnicos das armas, por uma compra realizada em 2013. Procurada, a Taurus não quis comentar seu impedimento. Disse apenas, em nota, que acompanha a licitação da PM (leia abaixo).

FAVELA NAVAL

A compra de pistolas pela PM de São Paulo teve início em 1997, logo depois do episódio conhecido como “Caso da Favela Naval”, reportagem exibida pela Rede Globo que mostrou cenas de extorsão e homicídio praticados por policiais militares em favela de Diadema, no ABC paulista.

A aquisição de novo armamento fazia parte de um processo de recuperação de imagem, que também passava pela renovação de procedimentos e cor da farda.

Na época, a principal arma utilizada pelos policiais eram os revólveres calibre.38.

Em 1997, um grupo de oficiais foi montado pela PM para realização de testes para escolha da melhor pistola disponível no mercado. Entre os participantes estavam Nilson Giraldi, hoje coronel da reserva, e Olímpio Gomes, que, além de major, é atualmente deputado federal pelo SD-SP.

“Das 12 pistolas avaliadas, a Taurus foi a pior delas. Um lixo. A melhor foi a Glock [austríaca], que custava U$ 800. Acabamos comprando a Taurus por US$ 1.400 sob a justificava de prestigiar a indústria nacional”, diz Olímpio.

POLÍCIA FEDERAL

Nos últimos anos, outras instituições, como a PF (Polícia Federal), foram atrás de armamento importado.

O governo federal montou em 2013 um grupo de estudos para analisar as armas nacionais diante de notícias pelo país de acidentes com armas.

A partir do estudo, ao qual à Folha teve acesso, foram sugeridas, entre outras medidas, a realização de licitação internacional, já que a qualidade do produto nacional estaria em “patamares inadequados e inferiores às demandas operacionais” necessários.


OUTRO LADO

Procurada, a empresa Taurus não quis comentar os motivos que levaram a Polícia Militar de SP a impedi-la de participar de novas licitações no Estado. Em nota, disse apenas que acompanha o caso. “[A Taurus] procura sempre contribuir para o aparelhamento das forças policiais e, seguindo essa política, acompanha o processo de licitação da PM-SP.”

Na resposta aos questionamentos, a empresa não admite nenhum tipo de problema em suas armas. Diz que as notícias a esse respeito fazem parte de uma campanha. “A empresa é alvo de uma campanha difamatória, movida por interesses comerciais e financeiros, que lança mão de informações incorretas para atingir sua reputação.”

Ainda sobre a qualidade das armas, a nota da empresa diz que “o Exército Brasileiro fez avaliação completa do processo produtivo da Taurus e de suas armas e não encontrou falhas de projeto ou fabricação que sejam responsáveis por acidentes com armas de fogo.”

“Laudos técnicos realizados de acordo com as normas em vigor também têm confirmado a ausência de responsabilidade da Taurus por tais incidentes.”

Procurada, a Secretaria da Segurança não deu os detalhes que levaram ao impedimento da Taurus. Mandou para a reportagem trecho de um publicação do Portal da Transparência, que já havia sido enviada à Folha pelo Palácio dos Bandeirantes na última sexta (12), na qual diz que a sanção se deu “pela inexecução total ou parcial do contrato”.

O secretário da Segurança, Mágino Alves Barbosa Filho, também não quis falar sobre o assunto.

Fonte:  Folha de São Paulo /Rogério Pagnan

COM NOTA 9,58, GOVERNO DE SERGIPE AVANÇA EM TRANSPARÊNCIA.


De acordo com os resultados apresentados pela Controladoria-Geral da União (CGU) na última quinta-feira, 11, Sergipe avançou na Escala Brasil Transparente (EBT), alcançando a terceira maior nota entre os federados. O Panorama dos Governos Estaduais, da EBT, aponta que Sergipe somou 7,50 pontos a mais que os demonstrados na edição anterior. Esta é a melhor pontuação alcançada pelo Governo estadual desde a primeira avaliação realizada entre março e maio de 2015.

O estudo realizado entre os meses de junho e dezembro de 2016 analisa doze quesitos divididos em regulamentação da Lei de Acesso à Informação (LAI) e na existência e atuação do Serviço de Informações ao Cidadão (SIC), que correspondem a 25 e 75% da nota respectivamente. Todos os entes avaliados recebem uma nota de 0 a 10, o que permite a geração do Panorama dos Governo Estaduais.

Diante do resultado positivo, o secretário-chefe da Controladoria-Geral do Estado, Eliziário Sobral, destaca o esforço que o Governo tem feito para que Sergipe esteja entre os entes federados com melhor índice de transparência. “As ações que o governador Jackson Barreto vem desenvolvendo auxiliado pela Controladoria e demais Órgãos da Administração estadual, têm surtido efeito e é por isso que hoje comemoramos a boa nota obtida na Escala Brasil Transparente, resultado da avaliação feita pela CGU. Isso nos permite acreditar que estamos no caminho certo, trabalhando com transparência e com responsabilidade”, disse.

Resultados

O trabalho revelou que 25 dos 27 estados analisados, incluindo o Distrito Federal, obtiveram nota acima de 8. Como resultado alguns Estados já trabalham para melhorar o seu desempenho com relação a Transparência. “Ao tempo em que reconhecemos a boa pontuação, começamos a projetar ações e traçar metas para que, antes mesmo da próxima avaliação já estejamos cumprindo todo o checklist para a obtenção da nota máxima, que é o nosso objetivo”, pontuou o diretor de Gestão Estratégica (DGE/CGE), Roberto da Costa.

A Controladoria-Geral da União revelou que entre as capitais, 74% apresentaram resultado igual ou superior a 7. Já com relação aos municípios, no comparativo com a última avaliação, foi constatado que dobrou o número daqueles que obtiveram nota 5 ou mais (de 15% para 30% do total). As cidades com nota 0 caíram de 52% na EBT 2 para 22% na EBT 3. Entre os fatores que contribuíram para esse resultado estão: queda de exigências que dificultam ou impedem os pedidos; aumento da disponibilidade de canal para solicitar informação; ampliação dos entes que regulamentaram a LAI; e aumento daqueles que responderam às perguntas dos auditores.

Capitais x Municípios

Entre as capitais, Aracaju apresentou alta de 1,25 pontos o que a põe na 26ª posição com nota 3,47, a frente apenas de Florianópolis. Já entre os 2.328 Municípios avaliados, a capital sergipana ocupa a 896ª posição. Estância está no topo do ranking por cumprir todos os requisitos da avaliação o que levou o Município a ganhar nota máxima.

Metodologia

A Escala Brasil Transparente avalia o grau de cumprimento de dispositivos da Lei de Acesso à Informação (LAI), e concentra-se na transparência passiva. Por isso, são realizadas solicitações reais de acesso à informação aos entes públicos avaliados. A partir da EBT, a CGU pretende aprofundar o monitoramento da transparência pública e gerar um produto que possibilite o acompanhamento das ações empreendidas por estados e municípios no tocante ao direito de acesso à informação.

Fonte:  Controladoria Geral do Estado

Nota do blog:  Por isso é importante ficarmos de olhos abertos no portal de transparência com o objetivo de acompanhar os gastos públicos e saber como nosso dinheiro está sendo aplicado.

DOIS HOMENS SÃO ASSASSINADOS ÀS MARGENS DA BR-235 EM ITABAIANA.

Moradores do Povoado Riacho Doce ouviram os disparos e acionaram a polícia.


Dois homens foram assassinados a tiros na noite de terça-feira (16) em Itabaiana (SE). De acordo o 3º Batalhão de Polícia Militar, moradores do Povoado Riacho Doce ouviram os disparos de arma de fogo e avisaram aos policiais. Os corpos estavam dentro de um carro parado às margens da BR-235.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi acionado e a equipe constatou as mortes ainda no local da ocorrência. Os militares fizeram buscas na região, mas até a publicação desta reportagem nenhum suspeito do duplo homicídio havia sido preso. O caso será encaminhado para investigação na Delegacia de Polícia Civil de Itabaiana.

Fonte:  G1 SE

CORPO DE BOMBEIROS INICIA VISTORIAS EM BARRACAS DE FOGOS.

Para solicitação basta se dirigir ao DAT, na sede do CBM/SE


Com a aproximação dos festejos juninos, aumenta o número de vistorias em barracas de fogos de artifício no Estado. O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) é o órgão responsável pela liberação de áreas para a comercialização do material pirotécnico.

Para a devida legalização e funcionamento das barracas, os responsáveis pela venda do material devem dar entrada na Diretoria de Atividades Técnicas (DAT) do Corpo de Bombeiros, localizada na rua Siriri, n° 805, Centro de Aracaju, e solicitar a vistoria para emissão do atestado de regularidade, o qual permite a comercialização por tempo determinado. Para informações quanto à padronização das instalações de barracas de fogos no Estado de Sergipe, a Instrução Normativa 001/2016-CBMSE trata sobre o assunto e está disponível para download.

Segundo o tenente Isaac Melo, vistoriante da DAT, sete áreas funcionam permanentemente na região da grande Aracaju, essas têm os alvarás renovados periodicamente para o funcionamento. Os locais temporários, quando cumprem os requisitos, são liberados para funcionarem pelo período de dois meses.

Além das vistorias solicitadas, o CBMSE também atende às denúncias de estabelecimentos que vendem fogos de artifício irregularmente. Nesses casos, qualquer pessoa pode ir à DAT e fazer a denúncia anonimamente.

O Sr. Erivaldo Santos, responsável pelas barracas da Avenida Maranhão, zona norte de Aracaju, ressalta a importância da atuação dos bombeiros para a comercialização dos fogos de artifício. “O Corpo de Bombeiros é o nosso parceiro, o que garante um bom funcionamento para as barracas, com o menor risco possível. Se nós fazemos nossa parte, eliminamos os riscos de acidentes com fogos, que na maioria dos casos são causados pelo fator humano, porque os fogos, em si, são seguros. Estou aqui há onze anos e nunca houve nenhuma emergência, isso graças aos bombeiros e a nós, que cumprimos as ordens deles”, afirma o comerciante.

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe alerta para o uso adequado de fogos:

- Somente deve soltá-los longe das redes elétricas e em ambientes abertos;

- Se você comercializa fogos de artifício, não venda a menores de idade;

- Transportar fogos de artifícios nos bolsos ou junto ao corpo é muito
perigoso, pois, se eles se inflamarem, você certamente será atingido;

- Leia e siga as instruções contidas nos rótulos das embalagens dos fogos de artifício;

- Fogos de artifício só devem ser utilizados em locais apropriados, com roupas adequadas, luvas e óculos de proteção;

- Os efeitos da bebida alcoólica no organismo aumentam o risco de acidentes;

- Soltar balões é crime e pode causar graves acidentes;

- Nunca tente reaproveitar fogos que falharam;

- Não pule fogueira , não jogue fogos dentro dela e nunca utilize combustíveis líquidos para acendê-la;

- Supervisionar sempre as crianças e deixá-las apenas utilizar fogos
adequados à idade, bem como evitar que elas fiquem próximas às
fogueiras. 

Fonte e foto: SSP/SE

BPTur RECUPERA VEÍCULO LOGO APÓS FURTO NA COROA DO MEIO.


O Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur), na noite dessa segunda feira, 15, recuperaram uma motocicleta que foi roubada no bairro Coroa do Meio, zona sul da capital.

O proprietário do veículo, que fazia serviço como mototaxista, estava esperando uma passageira na Orla de Atalaia, quando foi abordado por dois indivíduos armados, que levaram o veículo. As equipes do BPTur foram acionadas e logo em seguida recuperaram a motocicleta.

O veículo foi apreendido e encaminhado à delegacia para os procedimentos cabíveis.

Fonte e foto:  PMSE

FORAGIDOS DA JUSTIÇA PRESOS POR AGENTES DA PRF EM SERGIPE.


Agentes da Polícia Rodoviária Federal, em Sergipe, prenderam na tarde de terça-feira (16), dois foragidos da justiça.

Eles estavam com mandados de prisão em aberto, um deles expedido pela Justiça do Estado do Espírito Santo. O outro é suspeito de cometer diversos assaltos em Aracaju.

Os agentes federais realizavam patrulhamento ostensivo no Km 6, da BR 235, em Nossa Senhora do Socorro, quando abordaram o condutor de um ciclomotor Bull/KRC50 e solicitaram a documentação dele.

Após consulta ao banco de dados utilizado pela PRF, os policiais descobriram que existia contra o homem, de 38 anos, um mandado de prisão em aberto, expedido pela 4ª vara criminal da Comarca de Cachoeiro do Itapemirim (ES). Ele foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, em Socorro.

Já na BR 101, no Km 105, em São Cristóvão, os agentes abordaram o condutor de um ciclomotor Shineray/XY50Q e solicitaram a documentação dele. A consulta revelou a existência de um mandado de prisão em aberto, expedido pela 2ª vara criminal da Comarca de Aracaju, por suspeita do envolvimento dele em assaltos nas proximidades de agências bancárias.

O homem, de 31 anos, que possui diversas passagens pela polícia, foi detido e encaminhado à Delegacia Plantonista, em Aracaju.

Ocorrências

Em 24 horas, a PRF registrou um acidente nas rodovias federais que cortam o estado. Uma pessoa ficou gravemente ferida e não houve o registro de morte. O acidente aconteceu na noite de terça (16) no Km 53 da BR 235, no município de Itabaiana. O condutor foi preso por embriaguez e lesão corporal por acidente de trânsito.

Foram fiscalizados 192 veículos e notificados 97 condutores, sendo quatro deles por ultrapassagem proibida. Dos 114 condutores submetidos ao teste de alcoolemia, um deles apresentou embriaguez alcoólica. Além disso, seis animais foram recolhidos perambulando pelas rodovias federais de Sergipe.

Com informações da PRF/SE

Fonte:  Faxaju