quinta-feira, 25 de agosto de 2016

SERGIPE É O TERCEIRO ESTADO DO NORDESTE COM MAIOR TAXA DE HOMICÍDIO.

Dados de estudo foram divulgados nesta quinta-feira, 25.


Divulgado o estudo “Mapa da Violência 2016”, as notícias não são agradáveis para Sergipe. Entre os estados do Nordeste, o menor deles apareceu em terceiro lugar em número de homicídios, uma taxa de 41,2 por 100 mil habitantes, ficando apenas atrás do Ceará (42,9) e Alagoas (56,1).

Apesar de assustados, os dados não causam tanta surpresa para quem mora em Sergipe, afinal, os sinais são vistos diariamente e preocupam. O estudo compilou números referentes ao período entre 2004 e 2014. Durante esses 10 anos, o estado registrou 5.431 homicídios e, ao contrário do que ocorreu em estados do Sudeste, por exemplo, por aqui, os índices aumentaram, ao invés de diminuírem.

O estudo divulgado nesta quinta-feira (25), usou dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Ministério da Saúde para chegar às conclusões que, em resumo, colocou o Nordeste como a região mais violenta do país, com uma taxa média, em 2014, de 32,8 HAF (Homicídios por Arma de Fogo) por 100 mil habitantes.

De acordo com o estudo, Fato significativo é que a maior parte das UFs do Nordeste apresenta elevados índices de crescimento na década 2004/2014; em curto espaço de tempo tiveram que enfrentar uma pandemia de violência para a qual estavam pouco e mal preparadas.

O mapa reuniu as 150 cidades com as maiores taxas médias de HAF. A lista completa, com os 5.565 municípios, pode ser encontrada no site www.mapadaviolencia.org.br.

Abaixo, segue a lista dos municípios sergipanos citados:

42º - Ribeirópolis - 63,3 homicídios/100 mil habitantes
62º - Areia Branca – 56,6 homicídios/100 mil habitantes
91º – Laranjeiras – 50,7 homicídios/100 mil habitantes
94º – Moita Bonita  – 50,4 homicídios/100 mil habitantes
115º – Santo Amaro das Brotas – 48 homicídios/100 mil habitantes
118º – Propriá – 47,9 homicídios/100 mil habitantes
121º – Itabaiana – 47,6 homicídios/100 mil habitantes
128º – Aracaju– 46,7 homicídios/100 mil habitantes

Fonte:  Jornal da Cidade

ASSEMBLEIA DAS ASSOCIAÇÕES UNIDAS CONTA COM A PARTICIPAÇÃO DA CLASSE MILITAR QUE LOTOU O INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE SERGIPE, DECIDINDO PELA INTENSIFICAÇÃO DO POLÍCIA LEGAL E OUTRAS DELIBERAÇÕES.


Fotos:  Grupo do WhatsApp

Na tarde desta quinta-feira, dia 25, foi realizada mais uma assembléia geral das Associações Unidas no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, contando com a participação da classe militar que lotou o auditório.

Durante a assembleia pode ser comprovada a insatisfação da tropa com a demora por parte do Governo do Estado em atender as principais reivindicações da categoria, quais sejam, a implementação do subsídio e a promoção por tempo de serviço (PTS), consoante o Governo já concedeu para a coirmã Polícia Civil.

Ao final da assembleia, ficaram deliberadas as seguintes decisões, caso o governo, até o dia 07 de setembro, não atenda as reivindicações:

- Intensificação da operação "Polícia Legal".

- Retirada em massa das contas dos militares do Banco do Estado de Sergipe (BANESE), requerendo a portabilidade para outro banco.

- Durante o 07 de setembro a tropa trocará o desfile por uma caminhada juntamente com seus familiares que irão comparecer, mostrando para toda sociedade a situação pela qual passa a classe militar.

Matéria do blog Espaço Militar (se copiar, favor citar a fonte)

JUSTIÇA PEDE INTERDIÇÃO PARCIAL DO PRESÍDIO DE NOSSA SENHORA DA GLÓRIA.

Presídio não pode receber outros presos.
Secretaria de Justiça ainda não se pronunciou sobre a interdição.

O juiz Hélio Mesquita Neto determinou nesta quinta-feira (25) a interdição parcial do Presídio Regional Senador Leite Neto, em Nossa Senhora da Glória.

De acordo com a decisão judicial, o presídio não pode receber novos presos, a não ser casos de transferências já determinadas ou autorizadas pelo próprio juiz.

Hélio Mesquita se baseou na falta de agentes penitenciários suficientes para garantir a ordem no presídio que abriga mais do dobro de presos do que sua capacidade suporta o que, segundo ele, facilitaria possíveis rebeliões.

O Presídio de Glória tem 177 vagas e atualmente abriga 419 presos sob responsabilidade de cinco guardas prisionais.

A Secretaria de Justiça ainda não se pronunciou sobre a interdição.

Outro Presídio

O estado de Sergipe recorreu ao Superior Tribunal de Justiça sobre a interdição do Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto ( Copecan), em São Cristóvão, que já tinha sido determinada pela Justiça sergipana, mas o ministro Humberto Martins indeferiu o recurso e manteve a interdição.

Fonte:  G1 SE

OFICIAIS DA PM SÃO “ACONSELHADOS” A NÃO PARTICIPAREM DE ASSEMBLEIA.


Na tarde desta quinta-feira (25), está marcado para acontecer mais uma assembleia dos policiais e bombeiros militares que irão discutir sobre o avanço das negociações com o governo do estado. Os militares que estão realizando o “policia Legal”, irão decidir na tarde hoje se continuam com o momento ou não.

Sem acordo com o governo, policiais e bombeiros militares estão insatisfeitos por não terem suas reivindicações atendidas. De um lado o governo tem se reunido com a classe, porém as negociações não avançam, já que o estado alega não ter como implementar no momento, o subsidio e a promoção automática na carreira do militar. O governo não nega em atender, porém diz que no momento não é possivel.

Por conta dessa situação, as Associações Unidas irão se reunir a partir das 14 horas no Instituto Geográfico de Sergipe para discutir sobre o que irá ser feito a partir de agora.

Desta vez, as informações passadas à redação do FAXAJU, são de que os oficiais da PM não deverão participar da assembleia. É que, segundo um militar que pediu para não ter seu nome revelado, na manhã de hoje o comando teria reunido os oficiais no auditório do QCG e teria “aconselhado” para que eles não participassem da assembleia sob pena de serem punidos por conta da legislação militar.

Fonte:  Faxaju (Munir Darrage)

DIA DO SOLDADO - DIA DE SER MASSACRADO.


Arte do chargista Clécio Barroso.

25 DE AGOSTO: DIA DO SOLDADO. EM SERGIPE, SEM DIREITOS.


Quando no ensino fundamental menor aprendemos que o 25 de agosto é uma data a ser festejada com galhardia, tendo em vista a celebração do Dia do Soldado, membro das forças armadas ou militarizadas que trabalham em defesa do país. Contudo, em Sergipe há de se questionar se existem, atualmente, motivos reais para comemoração.

Com salários atrasados, recebendo os vencimentos parceladamente, trabalhando em condições precárias que vão desde as viaturas sucateadas ao recebimento mísero de ticket alimentação diário de apenas R$ 8, valor que se arrasta ao longo de cerca de 4 anos, os soldados (SD), militares em geral, ressaltando a menção da patente em virtude do dia, mais parecem SEM DIREITOS.

Desprovidos sim de direitos, se analisarmos o veto de conduta imposto pelas normas militares que sobrepõem as garantias asseguradas constitucionalmente e julgam os representantes da Ordem e do Progresso como humanos pertencentes a uma classe social distinta.

O que justifica o detentor da menor patente ser punido por usar as redes sociais para um desabafo de falta de estrutura, quando um comandante, talvez para ficar bem perante os subordinados, supostamente se posiciona favorável a um movimento de greve branca, portanto, assumindo uma postura sindicalista?

O que comemorar quando a profissão, como parte de um grupo de militares, mais antiga do que os próprios registros históricos é também a mais desvalorizada e cobrada em um cenário onde segurança pública virou utopia?

Se é para festejar, os SD, SEM DIREITOS, sergipanos devem celebrar somente a vida, posta em risco diariamente nas ruas, enquanto nos gabinetes os superiores hierárquicos abrem processos administrativos para punir quem se manifesta.

Calar para que não sejas reprimido, porque no fim a soberania na balança militar tem mais peso. Feliz dia dos SEM DIREITOS!

Fonte:  Itnet (Iane Gois)

BOMBEIROS DENUNCIAM CAPAS DE PROTEÇÃO VENCIDAS NO MINISTÉRIO PÚBLICO.


Fonte:  Jornal da Cidade

O BLOG ESPAÇO MILITAR E A AMESE PARABENIZAM OS VERDADEIROS HERÓIS DA SEGURANÇA PÚBLICA PELO DIA DO SOLDADO.


Arte do chargista Clécio Barroso, sendo permitida a sua reprodução desde que não haja cortes nem supressão do que está contido na imagem.

É HOJE, ASSEMBLEIA GERAL DAS ASSOCIAÇÕES UNIDAS, ÀS 14 HORAS, NO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE SERGIPE.

ALÔ JACKSON BARRETO.


Enquanto os servidores amargam o atraso de seus salários, este colunista buscou o Portal da Transparência e identificou que, além do seu robusto rendimento, de janeiro para cá, até agora, o governador Jackson Barreto já recebeu R$ 33.600,00 de benefícios. Para se ter uma ideia, em todo o ano de 2015, JB recebeu R$ 25.600,00.

Bomba!

Agora se o leitor achou os benefícios para JB altos, também no Portal da Transparência basta verificar a situação do secretário João Augusto Gama. Só em 2016 já tem acumulado R$ 66.161,00 em benefícios extras, além do salário.

Bom senso

Este colunista não está apontando qualquer ilegalidade nos rendimentos recebidos por Jackson Barreto ou por João Augusto Gama, mas apenas está chamando a atenção do funcionalismo público para que se atente que “a simples teoria do Estado quebrado”, diante de exemplos como este, parece não condizer com a realidade. Não há ilegalidade, mas não é moral, principalmente, quando há parcelamento de salários.

Fonte:  Faxaju (coluna Politizando do jornalista Habacuque Villacorte)

EQUIPAMENTOS DO CORPO DE BOMBEIROS ESTÃO EM SITUAÇÃO DE SUCATEAMENTO.



Fonte:  Cidade Alerta Sergipe/TV Atalaia

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

O BLOG ESPAÇO MILITAR REALIZADA ENQUETE PARA SABER COMO VOCÊ AVALIA A NEGOCIAÇÃO DO GOVERNO COM A CLASSE MILITAR PARA IMPLEMENTAÇÃO DO SUBSÍDIO E PTS. PARTICIPE, VOTANDO E EXPRESSANDO A SUA OPINIÃO.


O blog Espaço Militar está realizando enquete na lateral direita do blog, onde pergunta:  COMO VOCÊ AVALIA A NEGOCIAÇÃO DO GOVERNO COM A CLASSE MILITAR PARA IMPLEMENTAÇÃO DO SUBSÍDIO E PTS?

Participe, votando e expressando a sua opinião até o dia 25 de agosto.

Lembramos que o blog só lança a enquete, não tendo qualquer tipo de ingerência na votação, conforme gerenciamento do Google que é quem detém o domínio blogspot. Para conferir o seu voto, deve atualizar a página.

Para votar através do celular, é só ir até o final da página e colocar na versão web, que aparecerá a coluna lateral.

E AINDA QUEREM QUE SE COMEMORE O DIA DO SOLDADO!


Arte do chargista Clécio Barroso, sendo permitida a sua reprodução desde que não haja cortes nem supressão do que está contido na charge.

ARTIGO DO DR. MÁRLIO DAMASCENO: LAMENTAVELMENTE O MILITAR NÃO TEM DIREITO À LIBERDADE DE EXPRESSÃO, COMO É O CASO DO SOLDADO ISAÍAS.


Lamentável a atitude do Comando da PMSE em abrir procedimento contra o Soldado PM Isaías Silva Santos, por ter publicado um desabafo seu no whatsapp, onde infelizmente alguns policiais militares se prestam para ficar capturando tais postagens para depois repassar para o comando, com o intuito de prejudicar colegas de farda, fato extremamente vergonhoso.

Seria injusto não entender a revolta de um policial militar que está recebendo parcelado, com contas a pagar e família para sustentar. Literalmente a pessoa fica desesperada e fica indignado por sempre trabalhar com lisura e competência, e não ter a sua contraprestação devida, ou seja, o seu salário pago devidamente em dia pelo trabalho realizado em prol da sociedade. É fácil pedir calma e ponderação; difícil é ver o "pão" faltar em casa e ter seu salário retido.

Conforme citação proferida pelo Ministro Celso de Mello em um dos seus julgamentos, a falta de liberdade de expressão no âmbito das polícias e bombeiros militares do nosso país, é ainda um resquício da ditadura.

A liberdade de expressão é definida como direito natural, decorrente da própria natureza humana, sendo, portanto, um direito fundamental, intransferível e inerente ao direito da personalidade e à dignidade da pessoa humana. É um direito individual com repercussão nos direitos coletivos e difusos, visto que o Estado Democrático de Direito depende de cidadãos informados, conscientes e politizados aptos a tomar decisões para a melhoria da coletividade. Nesse sentido, o Ministro do Supremo Tribunal de Federal, Marco Aurélio, sintetiza que a Liberdade de Expressão é um direito fundamental do cidadão, envolvendo o pensamento, a exposição de fatos atuais ou históricos e a crítica.

Pontes de Miranda pondera que liberdade psíquica é a base para toda e qualquer liberdade, abrangendo tudo que serve para enunciar e dar sentido, incluindo a liberdade de manifestar para com as demais pessoas ou enquanto ao homem consigo mesmo.

Lamentavelmente, as normas militares que cerceiam a liberdade de expressão, não poderiam encontrar abrigo no atual Estado Democrático de Direito, mas que devido ao abuso de poder de alguns superiores hierárquicos, bem como a não declaração de que tais normas militares contrariam a Constituição, permitem que os abusos se perpetuem com eficácia no nosso ordenamento jurídico.

Torna-se necessário, urgentemente, que nossos legisladores federais façam uma ampla reforma no Código Penal Militar assegurando definitivamente aos militares os direitos consagrados na nossa Carta Magna, bem como, os legisladores estaduais criarem um ordenamento próprio para a PMSE e para o CBMSE, extirpando de uma vez por todas a aplicação do famigerado RDE que tanto prejudica os militares sergipanos.

Márlio Damasceno Conceição
Assessor Jurídico da AMESE

ASSOCIAÇÕES UNIDAS CONVOCAM A CLASSE MILITAR PARA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A SER REALIZADA NO DIA 25 DE AGOSTO, ÀS 14 HORAS, NO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE SERGIPE.



As Associações Unidas convocam a Classe Militar, policiais e bombeiros militares da ativa (de folga), reformados e pensionistas, para assembléia geral extraordinária a ser realizada no dia 25 de agosto do corrente ano, quinta-feira, às 14 horas, no Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, situado na Rua Itabaianinha, nº 41, no centro da capital sergipana.

As Associações Unidas, mostrando solidariedade em meio à luta, solicitam aos militares sergipanos que levem 1 Kg de alimento não perecível para doção a instituição filantrópica.

Importante a participação de todos, pois sem luta não há vitória. Não deixe que outros votem por você.

Matéria do blog Espaço Militar (se copiar, favor citar a fonte)

MINISTÉRIO PÚBLICO DO MATO GROSSO INVESTIGA FALHAS EM ARMAS UTILIZADAS PELA POLÍCIA MILITAR.


O Ministério Público Estadual (MPE) abriu um procedimento preparatório de inquérito para investigar possíveis falhas em armas da marca Taurus que foram adquiridas pelo Governo do Estado de Mato Grosso. Nas redes sociais, diversos militares têm reclamado dos problemas nos armamentos. Em junho do ano passado, foram desembolsados R$ 1,2 milhões para compra dos equipamentos.

O procedimento foi instaurado pelo promotor de Justiça, Mauro Zaque, que chegou a ficar um ano à frente da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), no início do mandato do governador Pedro Taques (PSDB). A investigação tem como objetivo “investigar a notícia de falhas em armas da marca Taurus adquiridas pelo Estado de Mato Grosso”. A conclusão deverá acontecer em três meses.

O major da Polícia Militar, Marcos Paccola, denunciou em suas redes sociais alguns problemas referentes à pistola PT 840, da Taurus. Quando acionada, a arma por diversas vezes não disparou, mesmo estando destravada. Para mostrar a falha, ele utilizou uma caneta no cano da pistola.

A arma disparou na primeira tentativa, falhou nas outras duas e voltou a funcionar na quarta. A falha coloca a vida do policial militar em sério risco. No início do mês, quando o soldado da PM, Elcio Ramos, foi morto durante uma ação no bairro CPA III, em Cuiabá, o próprio secretário de Segurança Pública (Sesp), Rogers Jarbas, admitiu que a pistola dele teria falhado quando ele tentou disparar contra o suspeito, que era investigado por uma suposta venda de armas.

Ao todo, o Executivo investiu R$ 1,2 milhão na compra, com dispensa de licitação, de 600 pistolas semiautomáticas, calibre .40, modelo PT 840. Elas foram utilizadas para reformar a Polícia Militar. Além disto, também foram gastos mais de R$ 1,3 milhão para a aquisição de 300 pistolas calibre .40, modelo PT840 e 300 pistolas calibre .40, modelo PT640, para reforçar a Polícia Judiciária Civil (PJC).

Em maio deste ano, a Polícia Civil do Rio de Janeiro fez um teste pra avaliar a eficiência das pistolas da marca. Foram separados lotes de dois dos modelos mais usados por policiais civis e militares no estado. A perícia aconteceu nos dias 31 de março e 1º de abril e o resultado apontou que das 55 pistolas testadas – todas compradas há no máximo dois anos pela Polícia Civil – 36 apresentaram problemas.

Os testes realizados nas 35 pistolas PT 840, mesmas utilizadas em Mato Grosso, apontaram falhas. Logo no quinto tiro da primeira arma testada, a pistola parou com o ferrolho aberto e o atirador não pôde continuar. Na segunda arma testada, após o primeiro tiro, houve uma falha de extração da cápsula. Em resumo: das 35 pistolas, 20 apresentaram pelo menos uma falha.

Taurus responde

Em reportagem no Jornal da Band, a Taurus atribuiu os acidentes a falhas na manutenção e deficiências no treinamento dos policiais. “As policias do Brasil, até a década de 80, utilizavam apenas revólver. Para você ter um tiro acidental com ele é preciso exercer uma força equivalente de cinco a sete quilos no gatilho”, explicou o vice-presidente da empresa, Salesio Nuhs.

“Se armar o cano, ela diminui para dois quilos. Com a pistola, você tem uma arma no coldre pronta para atirar. Com menos de dois quilos de força no gatilho ela aciona. Por isto, é preciso muito mais cuidado com manutenção e treinamento do usuário. Os sistemas de segurança dela tem de ser utilizados”, completou o vice-presidente sobre denúncias de que as pistolas da Taurus teriam disparado ao cair.

À reportagem do Olhar Direto/Jurídico a empresa respondeu que “a Taurus não tem conhecimento da instauração desse inquérito. A empresa está à disposição das autoridades tanto para prestar os esclarecimentos que se fizerem necessários como para auxiliar na apuração de qualquer caso em que há dúvida sobre o funcionamento dos armamentos”.

Segurança Pública

A assessoria de imprensa da Sesp (Secretaria de Segurança Pública) disse que ainda não foi notificada pelo Ministério Público Estadual (MPE), já que ainda é um procedimento e não foi transformado em inquérito.

Fonte: Olhar Direto

TRÊS MULHERES SÃO EXECUTADAS A TIROS EM MENOS DE 24 HORAS EM SERGIPE.


A violência contra a mulher continua assustando a população sergipana. Em menos de 24 horas, três mulheres foram barbaramente assassinadas a tiros

O primeiro caso foi registrado na zona rural do município de Carira e vitimou Virginia dos Santos Alves, 55 anos, assassinada a tiros na tarde desta segunda-feira (22), por dois elementos que chegaram à sua residência em uma motocicleta.

Os dois elementos ficaram do lado de fora da casa e disseram que queriam comprar um pássaro e em seguida efetuaram o disparo matando a mulher no local. No momento do crime, estava na residencia uma criança de 5 anos, neto da vitima.

Os outros dois assassinatos foram registrados em Aracaju. Maria José Pereira dos Santos, 39 anos, foi assassinada a tiros após reagir a um assalto por volta das 15 horas de ontem, no conjunto Veneza. Os marginais queriam roubar seu celular e como houve reação, eles efetuaram o disparo, matando a vitima e fugindo em seguida.

Josefa Rawany de Jesus Santos, 16 anos, foi a terceira vitima. Ela foi alvejada a tiros na rua Manoel Preto, no bairro Industrial, também em Aracaju.

Fonte:  Faxaju (Munir Darrage)

ASSESSORIA JURÍDICA DA AMESE OFICIA MINISTÉRIO PÚBLICO PARA QUE APURE O USO DE CAPAS DE APROXIMAÇÃO VENCIDAS HÁ MAIS DE 4 ANOS POR PARTE DOS BOMBEIROS MILITARES DO ESTADO DE SERGIPE.

Na manhã desta quarta-feira, dia 24, a assessoria jurídica da AMESE, através do Dr. Márlio Damasceno, oficiou o Ministério Público Estadual, na pessoa da Promotora de Justiça Drª. Mônica Hardman, responsável pela Promotoria de Relevância Pública, para que apure o uso de capas de aproximação vencidas por parte dos bombeiros militares do Estado de Sergipe.

Junto com o ofício foram anexados fotos e documento comprovando a denúncia feita pelo blog Espaço Militar (http://ameseluta.blogspot.com.br/2016/08/capas-de-aproximacao-utilizadas-pelo.html) e reproduzida pelo site Faxaju, onde mostra claramente que existem capas de aproximação vencidas em 07 de junho de 2012, ou seja, há mais de 4 (quatro) anos fora do prazo de validade, fato que é inadmissível e expõe ainda mais a perigo de morte, os bravos soldados do fogo.

Confiram abaixo o ofício encaminhado pela assessoria jurídica da AMESE ao Ministério Público:



Matéria e imagens do blog Espaço Militar (se copiar, favor citar a fonte)

DOCUMENTO COMPROVA FALTA DE COMBUSTÍVEL EM VIATURAS DA POLÍCIA MILITAR.



Fonte:  Cidade Alerta Sergipe/TV Atalaia

terça-feira, 23 de agosto de 2016

CAPAS DE APROXIMAÇÃO UTILIZADAS PELO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE SERGIPE ESTÃO FORA DA VALIDADE HÁ MAIS DE 4 ANOS.


O blog Espaço Militar tomou conhecimento nesta terça (23), que as capas de aproximação utilizadas pelo Corpo de Bombeiros do Estado de Sergipe estão fora do prazo de validade, ou seja, estão há mais de 4 anos vencidas, cujo equipamento consiste em um EPI (Equipamento de Proteção Individual) que é se suma importância para preservar as vidas dos bombeiros militares, pois pode ocorrer o risco de morre por queimaduras.

Lamentavelmente é expor ainda mais a vida dos bravos soldados do fogo.

Confiram abaixo as fotos e documento, obtidos pelo blog Espaço Militar, que comprovam que as capas de aproximação estão fora do prazo de validade:




Matéria e fotos do blog Espaço Militar (se copiar, favor citar a fonte)