quinta-feira, 30 de março de 2017

VEREADOR CABO AMINTAS DEFENDE CÓDIGO DE ÉTICA MAIS HUMANO PARA POLICIAIS MILITARES.



Fonte:  Câmara em Ação

ASSESSORIA JURÍDICA DA AMESE OFICIA MINISTÉRIO PÚBLICO E OAB/SE SOLICITANDO PROVIDÊNCIAS ACERCA DO FATO DE ALGUNS PMs DO GEP ESTAREM TRABALHANDO SEM COLETES BALÍSTICOS.


Na amanhã desta quinta-feira, dia 30, a assessoria jurídica da AMESE, através do advogado Dr. Márlio Damasceno, já agiu rápido e oficiou o Ministério Público Estadual, na pessoa do Dr. Jarbas Adelino, responsável pela Promotoria do Controle Externo da Atividade Policial, e a Comissão de Direitos Humanos da OAB/SE, na pessoa do Dr. Thiago José de Carvalho Oliveira, solicitando providências acerca do fato de alguns policiais militares que estão desempenhando suas funções no GEP (Grupamento de Escolta de Presos), estarem trabalhando sem o colete balístico.

Nos ofícios encaminhados, o advogado da AMESE informa que foram flagrados PMs escoltando presos em fóruns sem o devido colete balístico, cujo equipamento é imprescindível para o desempenho das atividades dos profissionais da segurança pública.

Foi destacado pelo Dr. Márlio Damasceno, que segundo informações obtidas, não existe colete balístico suficiente para os policiais militares que estão trabalhando no GEP, fato que expõe tais profissionais da segurança pública a risco de morte, pois diariamente escoltam presos para audiências em vários fóruns espalhados nos mais diversos municípios, podendo a qualquer momento, por exemplo, haver uma tentativa de resgate ou outro tipo de ocorrência.

Junto aos ofícios encaminhados, foram anexadas as matérias do blog Espaço Militar, do blog do Jornalista Cláudio Nunes e do site Faxaju, acerca do fato denunciado, bem como, normatizações do Ministério do Trabalho que mostram a imprescindibilidade do colete balístico, que é um EPI (Equipamento de Proteção Individual), para que os profissionais da segurança pública possam desempenhar devidamente as suas funções.

Por fim, solicitou das entidades oficiadas que possam cobrar da SSP/SE, do Comando da PMSE e da SEJUC, a solução urgente para tal problema que expõe ainda mais a vida dos policiais militares.

Confiram abaixo o teor dos ofícios encaminhados:





Matéria e imagens do blog Espaço Militar

PMs ESTÃO DE PEITO ABERTO.


Policiais encarregados pela escolta de presos estão trabalhando sem o devido colete balístico. Ao fazer a grave denúncia, o blog Espaço Militar alerta que o equipamento é imprescindível para o trabalho dos PMs. O risco é muito grande, pois uma tentativa de resgate dos detentos, durante o percurso até as audiências judiciais, colocará em perigo a vida dos policiais. Crendeuspai!

Fonte:  Blog do jornalista Adiberto de Souza

OPERAÇÃO DAS POLÍCIAS DE SERGIPE E ALAGOAS RESULTA NA LOCALIZAÇÃO DO FORAGIDO DA JUSTIÇA ZÉ DO PANTANAL.

Durante a operação, o acusado acabou sendo alvejado e veio a óbito


Uma operação realizada na tarde desta quarta-feira, 29, pelos agentes do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil de Sergipe (Denarc) e da Coordenadoria Geral do Sistema de Inteligência de Segurança Pública do Estado de Sergipe (COGESISP/SE), em parceria com policiais civis do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e militares do 3º Batalhão, ambos da cidade de Arapiraca, estado de Alagoas, resultou na localização do traficante Ronaldo dos Santos, mais conhecido como “Zé do Pantanal”, fugitivo do Complexo Penitenciário Advogado Jacinto Filho - Compajaf. Em poder dele foram apreendidos documentos falsos.

De acordo com o diretor do Denarc, delegado Osvaldo Resende, a ação é fruto de três meses de investigação, logo após a fuga de Zé do Pantanal do presídio do Compajaf, ocorrida em 21 de dezembro do ano passado.

Segundo o delegado, no momento da abordagem, que contou também com a participação de policiais militares do Comando de Operações Especiais (COE), Ronaldo acabou reagindo, efetuando vários disparos contra os policiais. Na troca de tiros, ele acabou alvejado, e embora tenha sido socorrido com vida, acabou vindo a óbito.

Zé do Pantanal era um indivíduo de alta periculosidade, considerado o principal comandante da organização criminosa que chefiava o tráfico de drogas no bairro Inácio Barbosa, na capital sergipana. Ele foi preso em novembro do ano passado, por ocasião da operação “Onça Pintada”, desencadeada pelas equipes do DENARC e militares do Comando de Operações Especiais (COE) e Batalhão de Polícia de Rádiopatrulha (BPRP).

Ainda segundo Osvaldo Resende, essa é mais uma ação fruto da  integração entre as equipes do Denarc, BPRp e COE, "um trabalho de parceria e de confiança que vem dando excelentes resultados, seja nos números de prisões quanto de apreensão de armas de fogo e drogas".

Fonte e foto:  SSP/SE

quarta-feira, 29 de março de 2017

2ª CIA/2º BPM PRENDE MAIS UM FORAGIDO DA JUSTIÇA EM NEÓPOLIS.



A 2ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar (2ª CIA/2°BPM) prendeu nesta quarta (29), no município de Neópolis, região norte do Estado, um homem com mandado de prisão em aberto.

O fato aconteceu no Povoado Alto do Santo Antônio quando a guarnição Carpa 01 recebeu a denuncia que na localidade havia um cidadão foragido do sistema prisional. De imediato se deslocaram ao local e avistou o suspeito que ao ser abordado e realizarem às consultas de praxe identificaram o cidadão como Cléverton da Silva Santos, 31 anos, o qual possui um mandado de prisão em aberto na Comarca de Neópolis. 

Foi dada voz de prisão ao indivíduo e conduzido à Delegacia de Neópolis. Cléverton é acusado de ter praticado assalto a uma fábrica de arroz e um estupro em 2009.

Participaram da ocorrência o Sargento  e os Cabos Campos e Gizelio todos da 2ªCIA/2°BPM que tem como comandante o Capitão Márcio.

Fonte e foto:  2ª CIA/2º BPM

DENÚNCIA: ALGUNS POLICIAIS MILITARES DO GEP ESTÃO TRABALHANDO SEM COLETE BALÍSTICO.


Nesta quarta-feira, dia 29, o blog Espaço Militar teve acesso a mais uma denúncia em relação às condições de trabalho oferecidas aos policiais militares que estão desempenhando suas funções no GEP (Grupamento de Escolta de Presos), desta feita em relação a alguns PMs estarem escoltando presos sem o devido colete balístico, fato que foi comprovado "in loco" pelo blog.

Ainda, segundo informações obtidas, não existe colete balístico suficiente para os policiais militares que estão trabalhando no GEP, fato que expõe tais profissionais da segurança pública a risco de morte, pois diariamente escoltam presos para audiências em vários fóruns espalhados nos mais diversos municípios, podendo a qualquer momento, por exemplo, haver uma tentativa de resgate ou outro tipo de ocorrência.

Pelo que se observa, colocaram os policiais militares de outras unidades para desempenharem suas funções no GEP, com o objetivo de dar celeridade às audiências que estavam em atraso por falta de escolta, porém esqueceram de dar condições mínimas de trabalho aos mesmos, principalmente se levarmos em conta que o colete balístico é uma equipamento de proteção individual (EPI) imprescindível para o trabalho dos PMs.

O Colete Balístico é sem a menor sombra de dúvida um dos equipamentos individuais indispensáveis para qualquer agente de segurança pública e privada. A atual Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) elaborada pelo Ministério do Trabalho (MT), em sua classificação de número 0212, referente aos cabos e soldados da polícia militar, por exemplo, aponta seus vários recursos de trabalho e enfatiza como “ferramentas mais importantes”: o fardamento, o Colete Balístico, o Armamento Individual, a Viatura, a Algema, o Rádio de Comunicação, o Colete Tático, o Espajedor, o Escudo de Proteção Balístico e o Capacete.

A norma regulamentadora NR 6 – que versa sobre Equipamento de Proteção Individual (206.000-0/I0), aprovada pela Portaria nº 25/2001 da Secretaria de Inspeção do Trabalho e Diretoria do Departamento de Segurança e Saúde do Trabalho – já reconhece o Colete Balístico como Equipamento de Proteção Individual (EPI) indispensável para a segurança dos agentes de segurança pública e privada.

Portanto, querer que policiais militares trabalhem sem os devidos coletes balísticos, é expor os mesmos a risco de morte.

Com a palavra a SSP, o Comando da PMSE e a SEJUC.

Matéria do blog Espaço Militar

ASSESSORIA JURÍDICA DA AMESE OBTÉM MAIS UMA VITÓRIA PARA ASSOCIADO DA ENTIDADE PERANTE A JUSTIÇA MILITAR.


Na manhã desta quarta-feira, dia 29, a assessoria jurídica da AMESE, através do Dr. Márlio Damasceno, advogado da área criminal, obteve mais uma vitória para associado da entidade, desta feita, o Subtenente José Geraldo Morais, perante a 6ª Vara Criminal da Comarca de Aracaju (Justiça Militar), referente ao processo nº 201520600738.

O policial estava sendo acusado da suposta prática delitógena capitulada no artigo 324 do Código de Penal Militar. Durante a sessão de julgamento, o advogado da AMESE, sustentou que jamais houve o cometimento do delito imputado ao seu cliente, o que restou provado de forma cabal durante a instrução processual.

Após o  julgamento por parte do Conselho Permanente de Justiça Militar, o Subtenente José Geraldo Morais. foi absolvido por unanimidade (5x0).

Matéria do blog Espaço Militar

ALGEMADO, CRIMINOSO TOMA ARMA DE POLICIAL E ATIRA CONTRA ELE DENTRO DE VIATURA EM SÃO PAULO.

Criminoso só parou depois que foi atingido por colega do agente.

Viatura da polícia ficou com marca de bala (Foto: TV Globo/Reprodução)

Um criminoso, mesmo algemado, conseguiu tomar a arma de um policial e atirar contra ele dentro de um carro da Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (29) em São Paulo. A cena digna de filme aconteceu em plena Marginal Tietê, uma das vias mais movimentadas da cidade.

Tudo ocorreu por volta das 10h30, próximo à Ponte do Piqueri. Dois policiais civis levavam uma dupla de criminosos a uma audiência de custódia no Fórum da Barra Funda, na Zona Oeste da capital, quando foram surpreendidos pela ação no mínimo inusitada de um deles.

Conforme informou o SPTV, os dois bandidos estavam algemados e com os braços para trás, acomodados na parte traseira do veículo. Um deles, no entanto, conseguiu passar as mãos para a frente do corpo, pulou para onde os policiais estavam e tomou a arma de um deles.

Com a arma em punho, o criminoso ainda conseguiu atirar contra o policial desarmado e só parou depois que foi atingido por dois disparos efetuados pelo outro agente. Na confusão, tiros também acertaram o vidro da viatura.

Os dois feridos foram socorridos ainda na Marginal Tietê por uma equipe do Corpo de Bombeiros. A faixa da direita da pista local, sentido Rodovia Ayrton Senna, foi bloqueada enquanto eles eram atendidos e seguia fechada por volta das 13h, para o trabalho da perícia. No horário, havia registro de 5,3 km de congestionamento na via, segundo a CET.

O policial foi atingido de raspão no joelho e levado para o Hospital das Clínicas. Já o criminoso foi encaminhado à Santa Casa de Misericórdia com ferimentos na perna e na nádega. O estado de saúde deles não foi informado.

Fonte:  G1 SP

NO RIO GRANDE DO NORTE, BOMBEIRO QUE ENVIOU ÁUDIO PELO WHATSAPP É PUNIDO COM PRISÃO.

Soldado Dalchem Ferreira deve passar três dias detido dentro de quartel. Comando diz que ele feriu regimento, que proíbe manifestações públicas.


O presidente da Associação dos Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte, soldado Dalchem Viana do Nascimento Ferreira, foi preso na manhã desta quarta-feira (29). Por três dias, ele está proibido de sair do Quartel do Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros, em Natal. O que ele fez? Em um grupo de WhatsApp, criado pela própria associação, postou um áudio convocando membros para uma reunião no quartel. Isso aconteceu no dia 22 de junho de 2016. Ao fazer a postagem, segundo o comando dos bombeiros militares do estado, ele feriu o regimento interno da corporação, que proíbe manifestações em redes sociais.

Ainda de acordo com o comando, a punição deveria ter sido aplicada ao fim do prazo que foi dado para a defesa do militar, mas não foi possível porque ele estava de licença médica. Agora, de volta às atividades, o soldado foi obrigado a se apresentar para cumprir a detenção.

“Na verdade, não é porque enviou um áudio apenas. Ele atentou contra a ordem, estimulou a desordem e atentou contra a hierarquia e a disciplina, princípios basilares das instituições militares. Tudo transcorreu dentro dos princípios legais da constituição, com o advogado do soldado acompanhando todo o processo, foi dado o direito à defesa, mas no fim ele foi punido por transgressão disciplinar”, destacou o Corpo de Bombeiros Militar do RN por meio de sua assessoria de comunicação.

O G1 teve acesso à transcrição da gravação que resultou no castigo imposto ao bombeiro. Nela, o soldado diz: “Senhores, boa tarde. É só pra informar para que todos os soldados e cabos da ABM estão convidados não, estão convocados a comparecer a esta reunião no dia e local marcado, porque o quartel é também de cabos e soldados. Então, estão todos convocados a comparecerem à reunião. Eu estarei lá, entendeu? A Comissão de Direito da OAB também estará lá, e também vou levar a situação agora ao secretário de Segurança e à chefe de Gabinete Civil”.

‘Quem perde é a sociedade’

Minutos antes de ser preso, por telefone, o bombeiro falou com o G1. “A minha prisão é um afronte à constituição de 88, afronte à coletividade, afronte ao direito de expressão. Hoje, a sociedade exige uma polícia cidadã, um bombeiro militar cidadão, mas a cidadania ainda não chegou aos quartéis”, desabafou.

Ainda segundo Dalchem, o regimento que o Corpo de Bombeiros do RN segue é o mesmo da Polícia Militar. “É arcaico. Data de 1982, ainda no período da ditadura militar. Ano passado, o governador da paraíba acabou com as prisões administrativas. O RN precisa seguir esse exemplo”, afirmou. “Agora estou aqui, preso. E quem perde é a sociedade, que vai pagar para eu ficar aqui olhando para o tempo. São três dias parado, sem poder fazer nada. Três dias que eu poderia estar produzindo, trabalhando pela segurança da sociedade”, ressaltou.

Atualmente, Dalchem é lotado na Defesa Civil.

‘Transgressões exageradas’

A pedido do G1, o presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM do Rio Grande do Norte listou algumas das transgressões que ele considera exageradas. Veja:

– Contrair dívidas ou assumir compromisso superior às suas possibilidades, comprometendo o bom nome da classe;
– Recorrer ao judiciário sem antes esgotar todos os recursos administrativos;
– Ter pouco cuidado com o asseio próprio ou coletivo, em qualquer circunstância;
– Portar-se sem compostura em lugar público;
– Frequentar lugares incompatíveis com seu nível social e o decoro da classe;
– Conversar ou fazer ruído em ocasiões, lugares ou horas impróprias;
– Usar traje civil, o cabo ou soldado, quando isso contrariar ordem de autoridade competente;
– Deixar de portar, o policial militar, o seu documento de identidade, estando ou não fardado ou de exibi-lo quando solicitado;
– Deixar, quando estiver sentado, de oferecer seu lugar a superior, ressalvadas as exceções previstas no Regulamento de Continência, Honra e Sinais de Respeito das Forças Armadas;
– Sentar-se a praça, em público, à mesa em que estiver oficial ou vice-versa, salvo em solenidade, festividade ou reuniões sociais;
– Deixar o subordinado, quer uniformizado, quer em traje civil, de cumprimentar superior uniformizado ou não, neste caso desde que o conheça ou prestar-lhe as homenagens e sinais regulamentares de consideração e respeito;
– Censurar ato de superior ou procurar desconsiderá-lo;
– Discutir ou provocar discussões, por qualquer veículo de comunicação, sobre assusto políticos, militares ou policiais militares, executando-se os de natureza exclusivamente técnicos, quando devidamente autorizados;
– Autorizar, promover ou tomar parte em qualquer manifestação coletiva, seja de caráter reivindicatório, seja de crítica ou de apoio a atos de superior, com exceção das demonstrações íntimas de boa e sã camaradagem e com reconhecimento do homenageado;
– Aceitar o policial militar qualquer manifestação coletiva de seus subordinados, salvo as referidas no número anterior;
– Autorizar, promover ou assinar petições coletivas dirigidas a qualquer autoridade civil ou policial militar;
– Embriagar-se ou induzir outro à embriaguez, embora tal estado não tenha sido constatado por médico;
– Usar, quando uniformizado, barba, cabelos, bigode ou costeletas excessivamente compridos ou exagerados, contrariando disposições a respeito;
– Usar, quando uniformizado, cabelos excessivamente compridos, penteados exagerados, maquilagem excessiva, unhas excessivamente longas ou com esmalte extravagante;
– Usar, quando uniformizado, cabelos de cor diferente da natural ou peruca, sem permissão da autoridade competente;
– Frequentar uniformizado cafés e bares;
– Receber visitas nos postos de serviço ou distrair-se com assuntos estranhos ao trabalho.

Fonte:  G1 RN

DESIPE E PM APREENDEM TELEFONES E ARMAS NO PRESÍDIO DE GLÓRIA.



A Secretaria de Justiça e Defesa do Consumidor (Sejuc), através do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe), fez, hoje pela manhã, 29, uma revista no Presídio Senador Leite Neto (Preslen), em Nossa Senhora da Glória,e apreendeu 17 telefones celulares, 15 carregadores, três porções de maconha, 30 chunchos e facas, 106 chips de celulares e um balde com material para preparar bebida alcoólica. A direção da unidade abriu procedimento para investigar como esses produtos ilícitos entraram na prisão.

A operação ocorreu por volta das seis horas da manhã e foi realizada por agentes penitenciários lotados no Preslen, por integrantes do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope), contando com o apoio da Companhia da Polícia Militar (PM) de Nossa Senhora da Glória e da Companhia Especializada em Operações em Área de Caatinga (Ceopac).   Estas unidades da PM atuaram na área externa da unidade prisional.

O secretário de Justiça, Cristiano Barreto, destacou o compromisso dos agentes penitenciários e diretores da unidade, além do apoio que vem recebendo a Secretaria de Segurança Pública (SSP). “Os nossos agentes penitenciários estão de parabéns pelo brilhante trabalho que fizeram esta manhã. A equipe estácoesa e comprometida com a segurança da unidade. Também quero agradecer o apoio que tivemos da Polícia Militar que é uma parceira de todas as horas.Estamos atuando juntos em defesa da sociedade sergipana”, ressaltou Cristiano.

Desde que assumiu a pasta da Sejuc, ha pouco mais de dois meses, o secretário Cristiano Barreto determinou a realização de revistas nas nove unidades prisionais de Sergipe. Para ele, esse trabalho é de vital importância para manter a segurança dentro dos presídios.  O Preslen, alvo da operação de hoje, abriga 290 internos sentenciados e a capacidade é para 201 presos.

Fonte e fotos: SEJUC

PM REALIZA CAMPANHA DE VACINAÇÃO NO BATALHÃO DE RADIOPATRULHA.


O Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) promove em parceria com a Secretaria de Saúde Estadual,  nos dias 30 e 31 de março, uma Campanha de Vacinação, onde serão  disponibilizadas vacinas contra o tétano e a hepatite B. A ação acontece na sede da Unidade,  localizada na rua Vila Cristina,  13 de julho,  anexa ao Estádio Lourival Batista, das 07h30 às 11h30.

Os militares devem trazer a carteira de vacinação, e caso não possuam, uma nova será confeccionada no local. A quantidade de vacinas é limitada.

Fonte:  PMSE

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO: ESTADO COMEÇA A PAGAR NESTA SEXTA. MAIORIA DOS SERVIDORES AINDA SEM DATA DEFINIDA.


O Governo do Estado inicia o pagamento dos servidores estaduais referente ao mês de março nesta sexta-feira, dia 31. Receberão nessa data todos os servidores da Secretaria de Educação, Sergipeprevidência, Ipesaúde, Segrase e aposentados do Funprev.

O calendário dos demais servidores será divulgado posteriormente.

Fonte:  Secom do Governo do Estado

ELEITOR ASSISTE OMISSO O FIM DO VOTO LIVRE.

Escândalo


Artigo 1º, parágrafo único da Constituição do Brasil: “Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.”

Não é o que pensa muitos congressistas que tentam neste momento aprovar a lista fechada na reforma eleitoral. É o modo que encontraram para que os políticos envolvidos na Operação Lava Jato não precisem fazer campanhas. Pela lista fechada os caciques dos partidos definem uma lista e ponto final. Não adianta ser o mais votado e ter o nome lá embaixo na lista.

Em entrevista ao jornal Estado de São Paulo na segunda-feira, 27, o ex-ministro do STF, o sergipano Carlos Ayres Britto foi claro ao dizer que a lista fechada fere o artigo 1º da Constituição.

Para Ayres Britto, o modelo vai fortalecer o “caciquismo”, isto é, vai dar mais poder aos dirigentes das legendas, que seriam os responsáveis por definir quais nomes encabeçariam a lista e, portanto, teriam mais chances de ser eleitos.

“O voto em lista fechada, além de reforçar o caciquismo partidário brasileiro, que é um dos nossos pontos de fragilidade estrutural, é inconstitucional. Para mim, quando a Constituição diz que o voto é direto, secreto e universal, ela diz que o voto é no candidato, não no partido”, entende Britto.

Qual o motivo para mudar o atual modelo? Quem recebe mais votos será o eleito. Simples, bem simples, mas a maioria da classe política manchada pela Lava Jato quer ficar longe do eleitor. E a maneira encontrada é não pedir voto cara a cara. Um escândalo!

O pior de tudo: o eleitor assiste omisso o fim do voto livre. E parte da mídia é responsável por este silêncio.

Fonte:  Blog do jornalista Cláudio Nunes

terça-feira, 28 de março de 2017

JUSTIÇA DETERMINA QUE GOVERNO TEMER COMPROVE DÉFICIT DA PREVIDÊNCIA SOCIAL.

União terá que provar, com documentos, que sistema previdenciário possui rombo de R$ 140 bilhões.


A 21ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal deferiu, parcialmente, pedido de liminar formulado pela Federação Nacional dos Servidores da Justiça Federal e do Ministério Público Federal (Fenajufe) contra a União, para que o governo de Michel Temer comprove a veracidade dos dados financeiros que embasam a afirmação de que, atualmente, o sistema de Previdência Social é deficitário em R$ 140 bilhões. A decisão foi publicada pela Justiça Federal no último dia 20.

O juiz federal substituto Rolando Valcir Spanholo, da 21ª Vara, decidiu que a União deverá esclarecer e detalhar, em 15 dias, a metodologia utilizada pelo governo para apurar o déficit previdenciário de até R$ 140 bilhões, valor “intensamente divulgado nos últimos dias”. Segundo o magistrado, o Estado deverá demonstrar, via documentação hábil, o total das receitas obtidas, bem como o efetivo destino a elas dado, ao longo de 2012 a 2016.

Além disso, o juiz aceitou o pedido da Fenajufe de proibir a veiculação de peças publicitárias, criada pela União, com objetivo de “fomentar opinião pública favorável à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016”. Há uma semana, a Justiça Federal do Rio Grande do Sul determinou a imediata suspensão, em todo o território nacional, de todos os anúncios do governo sobre a reforma da Previdência, sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

Fonte:  Revista Forum

CRIMINOSOS COLOCAM FOGO EM QUARTE DA POLÍCIA MILITAR.

Sede está sendo construída e estava em fase de acabamento.
Motivação do crime ainda está sendo apurada; ninguém foi preso.


 A polícia procura por bandidos que atearam fogo na sede do quartel da Polícia Militar, que está sendo construída no Bairro Nossa Senhora Aparecida, em Caratinga/MG. A ocorrência foi nesse domingo (26).

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, os bandidos colocaram fogo em um sofá que estava dentro do imóvel e em seguida as chamas atingiram o cômodo.

Ainda de acordo com os militares, o incêndio danificou os pisos recém instalados, as paredes do local, além de caixas de distribuição de energia e o sofá. Os bombeiros controlaram as chamas e fizeram o rescaldo do local. As causas do incêndio ainda estão sendo investigadas.

Fonte: G1 Vales de Minas Gerais

1º BPM RECUPERA CARRO DE TAXISTA NO SÃO CONRADO.


A Polícia Militar do Estado de Sergipe, recuperou nesse sábado, 25, um táxi que havia sido roubado próximo a região do município de São Cristóvão.  A ocorrência foi atendida pelos PMs do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM) no bairro São Conrado, em Aracaju.

Por volta das 13h30, a equipe Gaivota 03, realizava patrulhamento ostensivo no São Conrado, quando foi acionada pela Senhora Edilma Ferreira da Silva, informando que alguns indivíduos haviam roubado seu automóvel táxi Corsa Classic, de placa OEJ-6629 e uma quantia em dinheiro em posse de arma de fogo.

Segundo a vítima, o assalto aconteceu no conjunto Rosa Elze, em São Cristóvão, e com o apoio de outro taxista, conseguiram seguir os infratores até o bairro São Conrado, mas os colegas perderam os suspeitos de vista, posteriormente encontrando a viatura na mesma área.

Em diligências, os militares conseguiram encontrar o automóvel num terreno que serve de lixeira em local próximo aonde receberam informações da Senhora Edilma, sendo logo devolvido à proprietária. A ocorrência teve o apoio das equipes Elefante 01 e Supervisor do 1º BPM. O caso foi encaminhado à Delegacia Plantonista para realização de Boletim de Ocorrência e demais providências.

Fonte e foto:  PMSE

MAIS UMA MOTOCICLETA COM RESTRIÇÃO DE ROUBO/FURTO É RECUPERADA PELA EQUIPE DO GETAM DO 3º BPM.


O 3° Batalhão recuperou nesta segunda-feira, dia 27, na estrada que liga o distrito industrial de Itabaiana ao povoado Carrilho, mais uma motocicleta com restrição de roubo/furto.

A equipe do GETAM do 3° BPM realizava patrulhamento ostensivo quando foi acionada pelo COPOM do 3° BPM para averiguar uma denúncia de motocicleta abandonada na estrada que liga o distrito industrial de Itabaiana ao povoado Carrilho.

Ao chegar no local indicado, foi constatada a veracidade da denúncia, sendo encontrada e recolhida a motocicleta Honda CG 125 FAN KS, de cor preta, placa ECN 5077.

A motocicleta foi encaminhada à delegacia regional de Itabaiana para coleta de informações adicionais, identificação do proprietário e demais providências.

ASSESSORIA JURÍDICA DA AMESE OBTÉM MAIS UMA VITÓRIA PARA ASSOCIADO DA ENTIDADE EM AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS.


Na manhã desta terça-feira, dia 28, a assessoria jurídica da AMESE, através do Dr. Márlio Damasceno, obteve mais uma vitória para associado da entidade, desta feita, para o Sargento Alexinaldo Santos Borges, em ação de indenização por danos morais e materiais contra a Tim Celulares S/A, através do processo nº 201601009364.

O advogado da AMESE adentou com a citada ação contra a empresa de telefonia celular, face a negativação indevida nos órgãos de proteção ao crédito, face a duas supostas contas, que na verdade eram indevidas e inexistentes, face a linha ser pré-paga e não controle ou pós-paga, tendo a empresa sido condenada em primeira instância.

Inconformada com a decisão, a Tim recorreu à Turma Recursal do TJSE, tendo o Dr. Márlio Damasceno feito as contrarrazões do recurso inominado e feito a devida sustentação oral quando da apreciação do recurso, pugnando pela improcedência do recurso e mantença da sentença de piso.

Por unanimidade (3x0), a Turma Recursal indeferiu o recurso da Tim, mantendo a decisão de primeira instância, ratificando a condenação da citada empresa em indenizar o associado da AMESE pelos danos morais e materiais sofridos.

Matéria do blog Espaço Militar

ASSESSORIA JURÍDICA DA AMESE, SEMPRE NA LUTA EM PROL DO SEU ASSOCIADO. VENHA FAZER PARTE DESTA FAMÍLIA. ASSOCIE-SE.

segunda-feira, 27 de março de 2017

O CRIME PASSA POR CIMA DA "FARSA NACIONAL" EM SERGIPE!


Por mais que o governador Jackson Barreto (PMDB) cobre resultados, por mais que o secretário João Batista e a cúpula da Secretaria de Segurança Pública (SSP) apresentem números, por mais que o governo federal tenha enviado homens da Força Nacional de Segurança, a sensação de medo e de insegurança é cada vez maior no Estado. As famílias estão assustadas, nossas polícias desestimuladas e o foco da SSP está sendo desviado por questões midiáticas. Felizmente a corrupção, de políticos e empresários, está sendo combatida em Sergipe, mas o preço deste trabalho quem está pagando é a sociedade.

Este colunista não é contrário que políticos, empresários e até comunicadores sejam investigados e tenham que ser responsabilizados por seus atos. Mas há em Sergipe uma obstinação pelo “prender”, pelo “desmoralizar”. Setores da Segurança Pública estão concentrados em reprimir estes crimes, e isso é ótimo, mas nossas ruas e avenidas estão sem a devida cobertura, nossos bairros estão abandonados, quem paga impostos e precisa de segurança está refém dos marginais. Desviaram os policiais que não entram mais em confronto com bandidos. Preferem, obviamente, o trabalho burocrático de monitorar, fiscalizar e intimidar. Aqui o gestor municipal, por exemplo, já tem prévia condenação...

A Secretaria de Segurança Pública tem um departamento especializado em acompanhar e atuar nestes crimes. Tem que lhe permitir as condições de trabalho, é verdade, mas é preciso também sair da mídia. De um lado, delegados e policiais se amontoam em coletivas e eventos para combater a corrupção, mas do outro temos delegacias fechadas, desestruturadas e muitas vezes abandonadas pelo interior, onde o cidadão comum não tem a quem recorrer em registros de violência. Por qualquer região que se ande em Sergipe, existem queixas de insegurança.

Temos em Sergipe uma das polícias mais eficientes em elucidação de crimes, mas temos também uma SSP que não consegue encontrar meios para o que o crime não aconteça. A prevenção não existe! Em 2015 o nosso Estado chegou ao posto de mais violento do Brasil. Tem tudo para continuar com esse índice negativo quando do levantamento de 2016. Para 2017, desde o início do ano a Secretaria e sua cúpula falam, repetidamente, que os registros estão baixando. Não é isso que a sociedade sente nas ruas. A sensação de insegurança perdura e, talvez, a estratégia montada não tenha sido a mais feliz ou eficiente.

Dia desses, em pleno centro de Aracaju, bem cedo, no início da noite, uma policial militar, fardada e armada, foi atacada por um bandido que a agrediu e entrou em confronto corporal para roubar a arma. Em Sergipe, nem a Polícia está sendo mais respeitada. Os bandidos tomaram conta de tudo! A prova inconteste da ineficiência da SSP foi o envio para Sergipe de um reforço da Força Nacional de Segurança Pública. 120 “velhos policiais”, que estavam na reserva e vieram a Sergipe para fazer blitz! É isso mesmo: os homens não conhecem a nossa realidade, não conhecem o Estado, fazem abordagens no trânsito e ainda custam um alto investimento.

Em síntese, o crime organizado em Sergipe passou por cima da “Farsa Nacional de Segurança Pública”! Era muito melhor se aproveitassem os homens da reserva aqui de Sergipe mesmo. Talvez os resultados fossem bem melhores. O Governador Jackson Barreto precisa se atentar e a própria SSP precisa combater a corrupção sim, que anda desenfreada, mas sem esquecer-se de garantir a segurança dos sergipanos. Quem condena o político ou o empresário é o Poder Judiciário. E para eles esse julgamento já é uma condenação. Na outra “ponta” o povão clama por mais atenção e segurança. Ou se coloca mais efetivo nas ruas, mais militares, delegados, policiais civis e escrivães no combate ao crime, ou logo Sergipe enfrentará uma realidade de caos e muita violência. É separar o importante do fundamental...

Para refletir

Enquanto faltam delegados nos distritos do interior, durante os finais de semana, e enquanto tem um delegado respondendo por duas ou até três cidades, em Aracaju só a DEOTAP conta com 13 delegados. E se faltam policiais no interior, a mesma delegacia conta com uma “Força de Segurança” exclusiva, com 70 homens.

Referência

Pelo visto, a SSP acerta quando fortalece o combate à corrupção, mas está ficando claro que está usando a DEOTAP para tentar esconder a sua incapacidade para conter a violência nas ruas. É o “jogo a ser jogado” para convencer a opinião pública...

Veja essa!

Ainda sobre a insegurança que assola Sergipe, tem sido uma constante as tentativas de assaltos dentro de ônibus. Infelizmente a SSP não busca um entendimento com as Guardas Municipais das cidades da Grande Aracaju. Um trabalho preventivo contínuo nos terminais de integração, com abordagens nos veículos reduziria os índices.

E essa!

Enquanto há uma excessiva exploração midiática de Operações Policiais em Sergipe, no combate à corrupção, falta policiamento para os pequenos empresários que sofrem por toda a Aracaju com a frequente ação dos vândalos. Bares, restaurantes e lanchonetes são alvos fáceis dos bandidos e a qualquer hora do dia.

Fonte:  iSergipe (Habacuque Villacorte)

FUNCIONÁRIOS E CLIENTES SÃO ASSALTADOS EM CLÍNICA ODONTOLÓGICA EM SOCORRO.

Eles levaram celulares e dinheiro das vítimas.
Em seis meses este é o segundo assalto no local.

Imagens gravadas pelo circuito de segurança da clínica (Foto: Circuito de Segurança)

No início da manhã desta segunda-feira (27), funcionários de uma clínica odontológica localizada na avenida principal do Conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro (SE), foram alvo de um homem armado.

Segundo as vítimas, que não quiseram se identificar, o homem entrou armado na clínica, que funciona no primeiro andar de um prédio, e anunciou o assalto rendendo as duas recepcionistas e outros dois clientes que aguardavam atendimento. Para se protegerem, dois dentistas e dois auxiliares se esconderam dentro de um banheiro.

“Em seis meses é a segunda vez que o local é assaltado. Agora, levaram dinheiro e celulares do que estavam na clínica. A polícia foi chamada e não demorou para chegar, mas não deu para prender. A gente também não sabe se era apenas um ou tinha alguém do lado de fora esperando, já que a clínica fica no primeiro andar”, conta.

Toda a ação foi gravada pelo circuito interno de segurança e segundo os funcionários,  o homem que estava de boné, ficava sempre de cabeça baixa para não ser identificado. O caso já está sedo investigado pela polícia do conjunto.

Fonte:  G1 SE